Ford testa farol que identifica pessoas e animais no escuro - vídeo

A Ford antecipou detalhes de um sistema avançado de iluminação frontal à base de câmeras (Advanced Front Lighting System) que segue em desenvolvimento. Projetado para aumentar a segurança, o sistema utiliza dados de GPS e uma câmera de vídeo na dianteira para detectar as marcações de pista e prever curvas para que os faróis possam iluminar melhor onde for mais necessário. De forma inteligente, a Ford também diz que o sistema pode "alargar o feixe nos cruzamentos e rotatórias" para evitar acidentes. Outra tecnologia também em desenvolvimento será capaz de detectar pedestres, ciclistas e animais de grande porte no escuro. Chamada de Spot Lighting, o sistema usa uma câmera infra-vermelha e pode, simultaneamente, localizar e rastrear até oito objetos diferentes que estiverem até 120 metros de distância.
Ford testa farol que identifica pessoas e animais no escuro - vídeo
Segundo a montadora, a tecnologia pode destacar dois perigos para o motorista com um ponto e uma linha na superfície da estrada, iluminado por duas lâmpadas de LED especiais ao lado das luzes de neblina. Os objetos destacados são exibidos em uma tela dentro do carro, marcados em um quadro vermelho ou amarelo, de acordo com a proximidade do objecto e o nível de perigo apresentado. De acordo com o vice-presidente de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford, Ken Washington, "muitas pessoas que dirigem à noite tiveram de reagir rapidamente a alguém ou alguma coisa que surgiu de repente na estrada. Esses sistemas da Ford podem ajudar a garantir que o motorista esteja alerta rapidamente para desviar de pessoas ou animais que possam representar um perigo." Veja o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=aejex-rgpQ4 Fotos:

Ford testa farol que identifica pessoas e animais no escuro - vídeo

Foto de: Redação