Nissan Leaf, que custa US$ 22 mil, atinge 75 mil unidades vendidas nos EUA

Com uma política de incentivos adequada os carros elétricos vão ampliando espaço no gigante mercado norte-americano. Ainda que limitada a poucos estados, a presença de modelos amigos do meio ambiente vai ganhando espaço e nesta semana a Nissan anuncia que o Leaf chegou a marca de 75.000 unidades vendidas no país. O comprador foi o engenheiro sênior de informática Rishabh Mehandru, morador de cidade de Portland, no estado do Oregon. Ele adquiriu o segundo Nissan LEAF da família recentemente – o primeiro foi adquirido por meio de leasing há dois anos.
Nissan Leaf, que custa US$ 22 mil, atinge 75 mil unidades vendidas nos EUA
Mehandru percorre diariamente 50 quilômetros para ir e vir do trabalho. "O entusiasmo dele com o Nissan LEAF é um exemplo perfeito do efeito no qual mais e mais carros nas ruas produz. Vemos compradores entrando em nossas concessionárias educados sobre os benefícios do LEAF, pois eles já dirigiram um que pertence a um amigo ou vizinho. É esse tipo de boca-a-boca que realmente impulsiona as vendas do Nissan LEAF”, diz Brendan Jones, diretor de Vendas de Veículos Elétricos e Infraestrutura da Nissan. Com capacidade para até cinco passageiros, o veículo 100% elétrico tem preço inicial de US$ 22 mil quando aplicado o desconto máximo de US$ 7.500 do crédito tributário do governo federal norte-americano, sem contar a redução no imposto de propriedade e taxas de manutenção. Como itens de série o carro oferece rodas de liga leve aro 17", sistema de áudio BOSE e bancos em couro, entre outros.
Nissan Leaf, que custa US$ 22 mil, atinge 75 mil unidades vendidas nos EUA
Outro fator importante para o crescimento das vendas é a campanha iniciada no ano passado, que oferece recarregamento das baterias do carro em locais públicos, como postos e shoppings, sem custos por um período determinado.

Galeria: Nissan Leaf

Nissan Leaf, que custa US$ 22 mil, atinge 75 mil unidades vendidas nos EUA

Foto de: Redação