VW gastou R$ 200 milhões para desenvolver reestilização da Saveiro

Apresentada nesta semana, a segunda reestilização desta geração da picape Saveiro custou R$ 200 milhões aos cofres da Volkswagen (menos que os R$ 363 milhões de Gol e Voyage). Com chegada às lojas prevista para abril, a camionete pela primeira vez ganhou independência visual do irmão Gol e adquiriu linhas próprias e bem mais agressivas. Todo o desenvolvimento foi tocado aqui no Brasil e o montante veio do pacote de investimentos de R$ 10 bilhões anunciado para o período 2014-2018.
VW gastou R$ 200 milhões para desenvolver reestilização da Saveiro
Além do projeto de renovação do visual, o dinheiro serviu para adaptar e modernizar as instalações da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), onde a Saveiro é produzida. Foram instalados desde novos dispositivos de medição no setor de estamparia até equipamentos usados na montagem do porta-luvas e do logo na tampa traseira da caçamba. Além disso, há um novo equipamento responsável pela junção das peças da tampa dianteira e setor de pintura ganhou novos dispositivos para fixação de apliques. Veja também:

CARPLACE TV: Primeiras impressões a bordo da nova Saveiro 2017

VW gastou R$ 200 milhões para desenvolver reestilização da Saveiro

VW gastou R$ 200 milhões para desenvolver reestilização da Saveiro

Foto de: Dyogo Fagundes