Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade

Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Agora é para valer: acabou a moleza do EcoSport! O Honda HR-V chegou às lojas neste fim-de-semana e o Jeep Renegade será apresentado à imprensa na segunda-feira à noite, com distribuição para as revendas em seguida. Ambos estreiam com a mesma missão: liderar o segmento de SUVs compactos, desbancando o até então imbatível modelo da Ford. Para tanto, a Honda vai segurar a produção de Civic, Fit e City, priorizando o HR-V. Já a Jeep tem uma fábrica novinha e por enquanto exclusiva à disposição, além de bombar o número de concessionárias de 45 para 120 neste mês, chegando a 200 até o fim do ano. Mas quais as armas de cada um? E qual promete ser o melhor deles? CARPLACE juntou os dois com exclusividade e antecipa agora o que você quer saber sobre eles! O encontro entre os dois não foi nada planejado. Por alguma conspiração do universo, a Jeep estava realizando treinamento com sua rede em Brasília, e para isso, deixou uma pequena frota de Renegades justamente no hotel ao lado do qual foi realizada a coletiva de imprensa e partida do test-drive do Honda HR-V. Formando dupla com o Juliano Barata, nosso parceiro do FlatOut, sacamos a oportunidade de juntar as duas novidades para mostrar algumas características, algumas bem distintas, dos novos concorrentes.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Traseira do HR-V é mais contida e do Renegade mais arrojada Antes da comparação em si, vale dizer que cada um terá armas bem específicas. A começar pelo design que, como mostram as fotos, segue escolas bem diferentes. O HR-V é moderno e arrojado, com linhas que misturam cupê, perua e SUV. Já o Renegade é um jipe tradicional, com traços mais retos, a tradicional grade de sete fendas da marca e faróis circulares. Pelo que ouvimos até então, o Honda parece agradar mais ao público geral, enquanto o Renegade seguirá por uma linha de mais personalidade e estilo de vida mais aventureiro.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Os dois possuem moldura plástica por toda a lateral, mas sem estepe na traseira Também na proposta eles devem divergir. O apelo do HR-V é totalmente urbano, com ênfase no acabamento sofisticado, conforto, espaço interno e quase nenhuma aptidão off-road - evidenciada pela tração apenas dianteira em todas as versões. O Renegade, por outro lado, vai apostar forte na essência da marca Jeep, ou seja, terá um recheio moderno, porém voltado para atender capacidade plena de um fora-de-estrada. Assim, destacará a exclusividade do motor a diesel com tração 4x4, que estará disponível em todas as versões de acabamento - ou seja, o cliente poderá unir o conjunto motriz mais caro com o menor pacote de equipamentos para chegar a um valor atraente. Informações de bastidores dão conta de que os preços do Jeep irão de R$ 68 mil a R$ 105 mil.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Renegade tem suspensão e pneus de perfis mais altos Quem deseja um carro familiar terá mais argumentos no HR-V. Ele é maior em comprimento (4.294 mm contra 4.232 mm) e entre-eixos (2.610 mm contra 2.570 mm), enquanto o Renegade é mais largo (1.887 mm contra 1.772 mm) e alto (1.689 mm contra 1.586 mm). Sacada do Honda é aproveitar a base do Fit, com direito ao tanque de combustível sob os bancos da frente e o sistema ULT de rebatimento dos bancos. Assim, pode ter o assento traseiro levantado para levar objetos volumosos ou então rebater o encosto, deixando o piso "flat" na mesma altura do porta-malas. Também é do HR-V o maior espaço interno, espacialmente no banco traseiro, bem como o porta-malas maior: 437 litros, com boa margem sobre os 350 l do rival.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Honda HR-V tem interior mais sóbrio e aspecto minimalista No HR-V o painel tem material macio ao toque e é revestido de couro na porção central. A montagem é muito bem feita em todos os pontos, e há tecido em toda a área acima do apoio de braço (em couro), de forma que nenhum plástico duro fica aparente. Como destaque há o console central “flutuante” com uma interessante que abriga de forma discreta as entradas USB (duas na EXL), HDMI (só na EXL), AUX e 12V. Freio de estacionamento eletrônico e controles de tração e estabilidade são itens de série em todas as versões.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Detalhe do console flutuante do HR-V O Renegade responderá com mais opções ao consumidor, além de um preço que promete ser mais competitivo. Pelo que vimos no Salão do Automóvel de São Paulo, a montagem e o acabamento são muito bem feitos desde o modelo básico, com peças de encaixes justos e painel de espuma injetada, macio ao toque. Os bancos de tecido têm boa aparência e tato, bem como as maçanetas e o pomo da alavanca de câmbio metalizados. Há detalhes que remetem ao velho Jeep Willys, como a “carinha” dele aparecendo nas saídas dos alto-falantes e nas lanternas, além da inscrição “since 1941″ no painel.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
Cabine do Renegade tem várias opções de personalização Assim como o japonês, o novo Jeep nacional terá freio de estacionamento eletrônico (por botão), controle de estabilidade, controlador de velocidade automático, comandos do som no volante e central multimídia com GPS e tela sensível ao toque. No entanto, o Renegade oferecerá mais opções de personalização e mais mimos, como o teto-solar duplo, banco do motorista com ajuste elétrico, painel de instrumentos mais sofisticado com tela central LCD colorida e uma gama de cores mais vibrante e variada.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
No conjunto mecânico, mais opções no Jeep. Serão dois motores, três câmbios e dois sistemas de tração distintos. A base será feita pelo conhecido propulsor 1.8 16V E-torQ de 132 cv acoplado a um câmbio manual de cinco marchas, tendo como opcional a transmissão automática de seis marchas - somente com tração dianteira. O destaque da gama, porém, será o motor 2.0 MultiJet a diesel com 170 cv em parceria com o câmbio automático de nove marchas e tração integral com a primeira marcha reduzida. Na versão de topo Trailhawk, ainda haverá suspensão reforçada para off-road. As demais, Sport e Longitude, poderão ter o motor 1.8 a gasolina ou o 2.0 a diesel, este último sempre com nove marchas e tração 4x4.
Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade
No HR-V, a Honda aposta numa gama bem mais simples, tendo apenas um conjunto mecânico: motor 1.8 16V a gasolina de 140 cv, emprestado do Civic, com câmbio manual de seis marchas (apenas 1% da produção) ou automático CVT. Na versão de topo EXL, há borboletas para trocas manuais no volante, com o CVT simulando sete velocidades. A tração é sempre dianteira. As versões de acabamento são LX, EX e EXL, sendo apenas a primeira com opção do câmbio manual. Os preços são de R$ 69.990 (LX manual), R$ 75.400 (LX CVT), R$ 80.400 (EX CVT) e R$ 88.700 (EXL CVT), sendo opcional apenas a pintura metálica a R$ 1.200. Mas não é só isso. No início de abril teremos a chegada do novo Peugeot 2008, modelo que deve ter uma gama interessante de powertrain, o que inclui o motor 1.6 THP. A proposta deve seguir a do HR-V, mais urbana, porém com uma pitada mais esportiva. Além dele, o Renault Duster também terá novidades ainda este mês. E aí? O Honda HR-V parece ser mais abrangente no perfil de consumidores, mais urbanos, enquanto o Renegade será mais eficaz na capacidade off-road e de personalização. Qual das novidades você acha que se sairá melhor no mercado? Texto: Daniel Messeder/Fábio Trindade Fotos: Fábio Trindade/Divulgação

Fotos: Honda HR-V e Jeep Renegade

Antecipamos o duelo do ano: Honda HR-V encontra Jeep Renegade

Foto de: Fábio Trindade