Devido à crise no Brasil, Renault faz ajustes na fábrica argentina

Na semana passada, a Renault comemorou a produção de 3 milhões de veículos na planta de Santa Isabel, que completou 60 anos em 2015. Ao mesmo tempo, o novo presidente da Renault Argentina, Fernando Peláez Gambo emitiu um comunicado falando sobre o estado de atenção para enfrentar a derrubada nas exportações, motivada pela crise no Brasil.
Devido à crise no Brasil, Renault faz ajustes na fábrica argentina
"Até o momento não houve suspensão de atividades na planta de Santa Isabel e não há previsão para que isso ocorra. A Renault está readequando o planejamento da produção para que isto não aconteça. Todavia, a atividade do mercado local e, principalmente do Brasil, é o que vai definir quais decisões serão tomadas. Por enquanto não está prevista paralisação."
Devido à crise no Brasil, Renault faz ajustes na fábrica argentina
A planta de Santa Isabel fabrica os modelos Clio, Kangoo e Fluence, mas no segundo semestre começará a montar o Sandero, Sandero Stepway e Logan. Importada do Brasil, a picape Duster Oroch também chegará ao país vizinho.
Devido à crise no Brasil, Renault faz ajustes na fábrica argentina
Renault Alaskan Concept Também segue confirmado o investimento de US$ 600 milhões para que até 2018 sejam produzidas localmente três novas picapes: a inédita Renault Alaskan, a nova Nissan Frontier e a primeira picape da Mercedes-Benz.

Devido à crise no Brasil, Renault faz ajustes na fábrica argentina

Foto de: Redação