PSA promete divulgar consumo real dos veículos "o mais breve possível"

Após a repercussão negativa do escândalo Dieselgate do Grupo Volkswagen, a PSA Peugeot-Citroën decidiu que vai divulgar o consumo e as emissões reais dos seus veículos "o mais breve possível". Em comunicado oficial, o grupo francês afirmou ter analisado a questão e acrescentou que nenhum de seus carros possui software manipulador, o que foi confirmado após o teste aleatório de 4.300 carros.
PSA promete divulgar consumo real dos veículos "o mais breve possível"
A PSA inventou o filtro de partículas 11 anos antes do item se tornar uma exigência legal, algo que só iria acontecer com o Euro 5 em janeiro de 2011. A preocupação com a reputação dos modelos a diesel é compreensível, considerando que no primeiro semestre de 2015 as vendas desse tipo de veículo representaram 60,3% do total do grupo na Europa e 41,9% em todo o mundo.
PSA promete divulgar consumo real dos veículos "o mais breve possível"
O atual padrão NEDC (New European Driving Cycle), em vigor desde 1992, não reflete as condições reais de condução e será mantido por exigência legal. Todavia, a marca irá adotar medidas técnicas para se adiantar ao novo padrão WLTP, mais eficaz e que deve entrar em vigor até 2017. Após este anúncio é provável que outras marcas se interessem em divulgar o consumo em condições reais, o que na prática significa resultados mais próximos da realidade do consumidor em relação aos testes de laboratório.
PSA promete divulgar consumo real dos veículos "o mais breve possível"
Brasil Por aqui o INMETRO concede a Etiqueta Veicular aos veículos das montadoras que participam do PBE - Programa Brasileiro de Etiquetagem. A classificação vai de 'A' (mais eficiente) até 'E' (menos eficiente). No caso da comparação entre combustíveis diferentes (etanol e gasolina), os valores de consumo são convertidos em joule, unidade que mede a energia produzida. A segunda informação são os dados de consumo em quilômetros por litro, na cidade e na estrada, com diferentes combustíveis. Esses valores são obtidos a partir de medições feitas em laboratório, conforme norma NBR 7024, que determina a adoção de ciclos de condução pré-estabelecidos, entre outros critérios. Normalmente os resultados do INMETRO são bem menos otimistas que os divulgados pelas montadoras e mais próximos aos alcançados no dia-a-dia, como comprovamos em nossas medições.

PSA promete divulgar consumo real dos veículos "o mais breve possível"

Foto de: Redação