Especialista lista cinco dicas para prolongar vida útil dos pneus

Com a queda nas vendas de carros novos, os veículos semi-novos passaram a ser opção mais atrativa com o cenário econômico atual. Manter o automóvel por mais tempo também é uma forma de esperar condições melhores para a troca por um novo. Como já mostramos aqui, as fabricantes de pneus registraram aumento considerável as vendas para o mercado de reposição, o que indica que uma parcela maior dos motoristas estão seguindo esta estratégia. Depois de trocar, é fundamental observar as recomendações dos fabricantes para evitar desgaste prematuro, rodar com segurança e economizar combustível. O gerente de Assistência Técnica da Continental Pneus Mercosul, Rafael Astolfi, listou cinco dicas importantes para prolongar a vida útil dos pneus. Observar a pressão correta: Rodar sempre com a pressão de inflação recomendada pelo fabricante é essencial para o bom desempenho dos pneus, refletindo diretamente tanto no comportamento dinâmico do veículo, como contribuindo para elevar o nível de segurança nas frenagens e assegurando uma maior aderência. A pressão correta também auxilia na obtenção de um desgaste regular da banda de rodagem, prolongando a vida útil do pneu, prevenindo o surgimento de bolhas e dando uma maior proteção contra impactos. “Aconselhamos que o consumidor siga sempre as orientações dos fabricantes dos veículos quanto à pressão correta dos pneus. Os números recomendados estão impressos em etiquetas afixadas nas portas, ou no batente das portas ou no bocal de abastecimento de combustíveis. Eles também podem ser encontrados no manual do veículo”, explica Astolfi. É importante lembrar ainda que quando o veículo trafega transportando mais peso a pressão recomendada também sofre alteração. Verificar o desgaste: Verifique se existe desgaste irregular na banda de rodagem. Problemas de alinhamento da suspensão e de balanceamento do conjunto roda-pneu-válvula podem acarretar em desgaste irregular dos pneus. “Quando isso ocorre de forma muito acentuada em um dos ombros, a estrutura do pneu pode ser comprometida, podendo até vir a ocorrer uma perda súbita de pressão”, alerta o especialista da Continental Pneus. Caso encontre irregularidades, procure uma assistência técnica especializada.
Especialista lista cinco dicas para prolongar vida útil dos pneus
Checagem das válvulas: Normalmente negligenciadas durante as inspeções de manutenção preventiva, as válvulas também sofrem desgastes e fadiga. Um dos sintomas é a aparência “craquelada” de sua superfície ou o surgimento de pequenas rachaduras em sua base. Verifique a integridade do corpo da válvula inclinando-a levemente para os lados com os dedos. Caso encontre alguma anomalia, providencie a substituição do componente. Falhas nas válvulas levam a perdas súbitas de pressão. Bolhas nas laterais: Bolhas são causadas por impactos contra buracos nas vias ou contatos contra o meio-fio que rompem a lona de corpo de poliéster dos pneus, fazendo com que o ar pressione a borracha para fora, gerando essa protuberância. “Bolhas são perigosas, pois podem estourar a qualquer momento. Um pneu com bolha está inutilizado e deve ser imediatamente substituído”, destaca Rafael Astolfi. Algumas fabricantes oferecem garantia contra este problema, caso dos pneus Continental contam com a garantia ContiPlus, que faz a troca dos pneus da marca que sofreram danos acidentais dentro de um período de três meses após a compra ou 5.000 km. Alinhamento e Balanceamento: Tão importante quanto a pressão é a condição de alinhamento da suspensão e o balanceamento do conjunto roda-pneu-válvula. “Recomendamos que o serviço de alinhamento contemple também a medição e o ajuste da cambagem. O perfeito alinhamento e balanceamento desse conjunto, além de ser um importante item de segurança, garante um excelente comportamento dinâmico do veículo e preserva a vida útil dos pneus”, conclui Rafael Astolfi.

Especialista lista cinco dicas para prolongar vida útil dos pneus

Foto de: Redação