Nova Ranger não estará em Buenos Aires e estreia fica para o fim do ano

Apesar de já ser conhecida dos consumidores da Ásia e especialmente da Tailândia, a reestilizada Ford Ranger não deve chegar de imediato às concessionárias da América Latina. Conforme explica a imprensa da Argentina, país onde a picape é produzida para o Brasil, a única novidade programada pela marca para o Salão de Buenos Aires, que acontece em meados deste mês, é o facelift do Focus. Ao que tudo indica, a apresentação da renovada picape acontecerá apenas no final do ano, com as vendas sendo iniciadas em 2016.
Nova Ranger não estará em Buenos Aires e estreia fica para o fim do ano
Principal resposta da Ford à nova geração da Toyota Hilux, a reestilização da Ranger adicionou ao modelo um novo conjunto frontal associado a uma reforma completa na cabine. Para produzir a novidade em solo argentino, cerca de US$ 220 milhões foram anunciados pela marca nesta semana. O montante será aplicado na fábrica de Pacheco e destinado especialmente à modernização das instalações da planta e desenvolvimento de peças e componentes para fornecedores locais.
Nova Ranger não estará em Buenos Aires e estreia fica para o fim do ano
Por fora, a principal mudança da nova Ranger se concentra na dianteira. Com forte inspiração na versão SUV Everest, a picape ganhou faróis redesenhados, nova grade, para-choque remodelado e capô com novos vincos. Por dentro, o destaque fica por conta do painel completamente novo e do nível de tecnologia embarcado, incluindo quadro de instrumentos digital, piloto automático adaptativo e sistema multimídia Ford Sync 2 com tela de 8 polegadas sensível ao toque, entre outros itens.
Nova Ranger não estará em Buenos Aires e estreia fica para o fim do ano
Mecanicamente, a Ford reconfigurou a suspensão para melhor conforto e dirigibilidade e aplicou uma versão atualizada da direção elétrica (EPAS). Na Ásia são três opções de motor a diesel (3.2 Duratorq de 200 cv e 2.2 litros com 130 cv ou 160 cv) e o 2.5 Duratec de 166 cv a gasolina. Os motores podem ser associados a transmissão manual ou automática, sempre com seis marchas. Fonte: AutosBlog

Nova Ranger não estará em Buenos Aires e estreia fica para o fim do ano

Foto de: Dyogo Fagundes