Rejeitado pela GM, Marchionne busca agora parceria com outras marcas

CEO do grupo FCA Fiat-Chrysler, Sergio Marchionne segue adiante com o ousado objetivo de concretizar o "negócio de sua vida" antes da aposentadoria prevista para 2019. Recentemente a saga do chefão veio à tona depois da tentativa fracassada da se unir à General Motors, mas os ambiciosos planos do italiano não pararam por aí. Conforme explicam fontes de dentro do conselho administrativo da empresa, conversas sobre parcerias estão sendo discutidas também com outras montadoras.
Rejeitado pela GM, Marchionne busca agora parceria com outras marcas
De acordo com John Elkann, presidente Conselho da FCA, e-mails foram trocados com executivos de outras e a aproximação sugerida à GM não foi a única. Hoje no do 7º maior conglomerado automotivo do mundo, Machionne alimenta a ousada meta meta de concretizar uma super fusão com o objetivo principal de eliminar as fraquezas da empresa e cimentar seu legado até 2019, quando provavelmente deixará o cargo de CEO.
Rejeitado pela GM, Marchionne busca agora parceria com outras marcas
As identidades das marcas contatadas pelo executivo ainda são mantidas sob sigilo, mas sabe-se que "encontros casuais" foram realizados recentemente com dirigentes da Tesla e da Apple.

Rejeitado pela GM, Marchionne busca agora parceria com outras marcas

Foto de: Dyogo Fagundes