Obituário: VW Eos vai se despedir sem deixar substituto

Após idas e vindas a Volkswagen finalmente confirma que encerrá no próximo mês de maio a produção do conversível Eos. Lançado em 2006 em meio ao excelente momento do mercado de descapotáveis da Europa, o modelo chegou a vender bem nos primeiros anos de vida mas logo caiu no esquecimento depois que as vendas do segmento começaram a cair. Os custos de produção são altos e desenvolver uma geração inteiramente nova para um nicho tão restrito é economicamente inviável.
Obituário: VW Eos vai se despedir sem deixar substituto
Derivado da plataforma da quinta geração do Golf, o Eos chegou ao mercado em 2006 e foi reestilizado pela última vez em 2010. Ao longo do ciclo de vida na fábrica de Palmela, em Portugal, teve 230 mil unidades vendidas em todo o mundo, sendo a Alemanha o principal mercado. Segundo a VW, o modelo estará disponível para reservas apenas até o dia 27 de março - após a data, os clientes terão de migrar para o Fusca Conversível ou o Golf VI Cabriolet, que ainda segue em linha.
Obituário: VW Eos vai se despedir sem deixar substituto

Eos no Brasil

A trajetória do Eos no mercado brasileiro foi curta e pouco expressiva. O modelo desembarcou no país em 2009 ao preço de (salgados) R$ 159.900, mas vendeu pouco e deixou de ser importado em 2011. Sob o capô, tinha sempre motor 2.0 TSI de 200 cavalos e câmbio automático DSG. Veja a galeria de fotos:

Obituário: VW Eos vai se despedir sem deixar substituto

Foto de: Dyogo Fagundes