Renault Kwid, substituto do Clio, é um mini-crossover: veja detalhes e fotos

Diferente do que se especulou, o novo modelo da Renault não será chamado Kayou e sim Kwid. A apresentação oficial aconteceu nesta quarta-feira (20), em Chennai, na Índia. Derivado do projeto XBA, o novo city-car da Renault é na verdade um mini-crossover, que será lançado primeiro na Índia e posteriormente em outros mercados emergentes. Estreando a nova plataforma CMF do grupo Renault Nissan, o Kwid carrega no visual o DNA atual da Renault: na frente remete um pouco ao Sandero e a traseira tem elementos que lembram o Captur. O resultado final é bom: o modelo consegue passar a imagem de robustez num formato bem reduzido.
Renault Kwid, substituto do Clio, é um mini-crossover: veja detalhes e fotos
Lembrando que este nome foi usado pela primeira vez no Kwid concept, que antecipava a tendência dos mini-SUV. E tem tudo a ver com o Kwid de produção: um pequeno crossover com 3,68 metros de comprimento e 18 cm de altura de rodagem que possui visual com apelo aventureiro. A Renault conhece bem essa fórmula, apoiada no sucesso de Sandero Stepway e Duster, por exemplo. O mini-crossover possui um motor 0.8 litro com turbocompressor associado ao câmbio manual de cinco marchas. A marca ainda não divulgou os números de desempenho, mas garantiu que o urbaninho estará muito bem posicionado em termos de consumo.
Renault Kwid, substituto do Clio, é um mini-crossover: veja detalhes e fotos
Chegando ao mercado indiano neste ano, o Kwid também deve ser vendido na Europa sob o marca Dacia. No Brasil, o caçula da Renault começa a ser vendido até o fim 2016. Irá ocupar o lugar do veterano Clio, que tem produção confirmada na Argentina até o ano que vem. Galeria: Renault Kwid

Renault Kwid, substituto do Clio, é um mini-crossover: veja detalhes e fotos

Foto de: Julio Cesar