Projeto de Lei prevê proibição do "estepe fino" em carros vendidos no Brasil

Cada vez mais comuns em projetos novos e carros importados, os chamados "estepes temporários" podem estar com os dias contados no Brasil. Conforme prevê Projeto de Lei de autoria do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), o equipamento pode se tornar proibido nos veículos novos (nacionais e importados) vendidos no país. O objetivo é abolir o chamado "pneu fino" e obrigar as montadoras a equipar os carros com estepes de dimensões idênticas às rodas originais do veículo.
Projeto de Lei prevê proibição do "estepe fino" em carros vendidos no Brasil
“Esse procedimento, além de suscitar dúvidas relativas à segurança do veículo que, em caso de emergência, trafegará com três pneus iguais e um diferente, certamente causará prejuízos ao consumidor que necessitar substituir uma roda ou pneu avariado pelo estepe”, afirma o parlamentar. O estepe fino é criticado por limitar a velocidade do veículo e vem se tornando comum especialmente pelo fato de ser mais barato.
Projeto de Lei prevê proibição do "estepe fino" em carros vendidos no Brasil
O projeto tramita em caráter conclusivo e deverá passar por análise das comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; de Viação e Transportes; de Constituição e Justiça; de Cidadania e de Defesa do Consumidor. Se aprovada a lei, o estepe fino torna-se proibido e em caso de descumprimento da mesma cada montadora terá de indenizar os proprietários em 30 dias com 10% do valor do veículo.

Projeto de Lei prevê proibição do "estepe fino" em carros vendidos no Brasil

Foto de: Dyogo Fagundes