Bom de loja: Renault vai dobrar produção do Kwid para atender alta demanda

Considerado o principal lançamento da Renault para mercados emergentes neste ano, o Kwid tem se revelado um verdadeiro sucesso de vendas na Índia. Primeiro mercado a receber o modelo, o país asiático já contabiliza mais de 75 mil encomendas nas concessionárias da gigante francesa, com previsão de que esse número ultrapasse a casa dos 100 mil em 2016. Para dar conta de tanta demanda, a marca confirmou nesta semana que a produção será elevada em quase 50%, passando das atuais 5 mil unidades mensais para até 10 mil carros ao mês.
Bom de loja: Renault vai dobrar produção do Kwid para atender alta demanda
O sucesso, porém, vem acompanhado de um problema grave: as filas de espera. De acordo com informações do site Motor Octane, o tempo de espera para receber um unidade encomendada do modelo hoje pode chegar a longos 10 meses - o que acaba por desestimular potenciais compradores. Como agravante, a região de Chennai (onde fica localizada a planta da Renault) tem sofrido com fortes inundações, de modo que várias empresas foram obrigadas a suspender as atividades nas fábricas.
Bom de loja: Renault vai dobrar produção do Kwid para atender alta demanda

Kwid no Brasil

Previsto para ser lançado no segundo semestre de 2016, o Kwid brasileiro terá mudanças significativas em relação ao indiano, o que incluirá provavelmente até um novo nome. Por aqui o hatch terá interior mais bem acabado e algumas mudanças externas, como retrovisores vindos do Sandero e rodas com quatro parafusos (são apenas três no modelo original). O motor deverá ser o novo 1.0 3-cilindros da parceira Nissan, já usado no March e Versa. Preços podem começar abaixo dos R$ 30 mil.

Bom de loja: Renault vai dobrar produção do Kwid para atender alta demanda

Foto de: Dyogo Fagundes