Ferrari registra patente de motor V-Twin para motocicleta

Ferrari registra patente de motor V-Twin para motocicleta
Comercialmente falando, a marca de carros esportivos mais conhecida do mundo, a Ferrari, vive seu melhor momento com a produção própria limitada de 7.200 unidades por ano. Tendo isso em mente, a fabricante italiana parece estar considerando novos projetos e desafios, sendo que um deles poderia ser uma aventura no mundo das duas rodas com o desenvolvimento de uma motocicleta de alto desempenho. Pelo menos a marca de Maranello patenteou um novo motor de combustão interna V-Twin, que permite especulações e rumores sobre isso. A patente, referente a uma moto do tipo custom, otimiza as vibrações deste tipo de motor de dois cilindros por meio de uma nova posição do virabrequim, resultando em uma unidade mais leve e mais compacta. Além disso, a Ferrari também registrou o nome "Cavallino", que poderia ser o nome da suposta motocicleta. Os rumores ganharam ainda mais força após a saída de Luca Cordero di Montezemolo da presidência da marca do Cavalo Rampante, sendo substituído por Sergio Marchionne, chefão da FCA. Ao contrário de Montezemolo, Marchionne é a favor da expansão da marca Ferrari em outros segmentos. Até agora, a única moto oficial da Ferrari de que se tem notícia é a 900 cc tetracilíndrica desenvolvida por David Kay (foto acima), em 1995, com a Ducati tendo sido tradicionalmente a marca Ferrari análoga no mundo do motociclismo, embora após a compra da marca pela Audi essa percepção mudou.

Ferrari registra patente de motor V-Twin para motocicleta