Captur: alta demanda obriga Renault a aumentar produção pela terceira vez

A Renault comemora o sucesso estrondoso do crossover Captur em todo o mundo e anuncia nesta semana a realização de uma nova mudança na linha de montagem do modelo. Conforme explica a marca, pela terceira vez desde o lançamento do carro, a fábrica espanhola de Valladolid (única a produzir o jipinho) passa por mudanças para aumentar a capacidade produtiva. Inicialmente saíam da planta 710 unidades/dia, depois o número saltou para 900 e agora será adicionado um terceiro de produção.
Captur: alta demanda obriga Renault a aumentar produção pela terceira vez
À venda há menos de dois anos, o Captur já emplacou nos 50 mercados onde é comercializado atualmente um número próximo de 200 mil unidades. Entre os principais países de sucesso para o modelo estão nações da própria Europa, além de Argélia, Japão e Coreia do Sul (vendido como Samsung). Em breve passará a ser vendido também na Austrália, Nova Zelândia e Ilhas Seychelles. As versões bi-color, com teto pintado em tom distinto da carroceria, são as mais vendidas.

Captur: alta demanda obriga Renault a aumentar produção pela terceira vez

Foto de: Dyogo Fagundes