Depois da China, VW agora quer marca de baixo custo para a Índia

Após confirmar o desenvolvimento quase concluído de uma divisão de baixo custo para a China, a Volkswagen agora planeja começar a vender carros super baratos também na Índia. De acordo com o portal Economic Times, que ouviu fontes ligadas à montadora, estudos encomendados pela própria VW mostraram que há amplo potencial de vendas em segmentos de entrada e que esse nicho pode ser explorado por uma nova marca. Detalhes são limitados, mas espera-se que a nova companhia seja lançada dentro de dois ou três anos.
Depois da China, VW agora quer marca de baixo custo para a Índia
Atualmente, os carros da Volks na Índia têm preços partindo de aproximadamente 500 mil rúpias (algo em torno de R$ 19.500) e esse valor não cobre completamente todos os espaços do mercado. Estudos mostram que com esses preços a marca atende a apenas 50% ou 60% da demanda, tornando-se ausente de categorias importantes e que vendem milhões de unidades por ano. Com a divisão de baixo custo, a expectativa é atuar nessa linha sub-500 mil rúpias e disputar clientes com Tata, Suzuki e Hyundai.
Depois da China, VW agora quer marca de baixo custo para a Índia
Equipes de engenharia da Alemanha e da própria Índia trabalham juntas no projeto. Especula-se que haverá mudanças significativas na comparação com a divisão barata da China. A principal delas estará no tamanho dos modelos, já que veículos com mais de 4 metros de comprimento são taxados pela legislação local com impostos mais pesados.

Depois da China, VW agora quer marca de baixo custo para a Índia

Foto de: Dyogo Fagundes