Golf R Touch é conceito super tecnológico com painel que entende gestos

A Volkswagen apresenta nesta semana no CES, tradicional feira de produtos eletrônicos realizada nos Estados Unidos, um conceito super tecnológico do Golf. Batizado de Golf R Touch Concept, o protótipo antecipa sistemas inéditos que serão usados pelas próximas gerações de modelos da marca e traz como destaque um dispositivo que capta e obedece aos gestos do motorista. Segundo a marca, é um dos maiores sistemas de interação homem-máquina já apresentados em um automóvel.
Golf R Touch é conceito super tecnológico com painel que entende gestos
A Volkswagen explica que a tecnologia antecipa o futuro das centrais multimídia e foi desenvolvida para evitar ao máximo os riscos de distração do motorista. Ao todo o carro conta com três telas sensíveis ao toque: uma central de alta resolução de 12,8 polegadas com função de entretenimento; o chamado Centro de Controle com tela de 8 polegadas logo abaixo da primeira (neste caso com funções de mídia e climatização); e por fim uma tela de 12,3 polegadas no lugar do quadro de instrumentos, com todos os mostradores digitais.
Golf R Touch é conceito super tecnológico com painel que entende gestos
Praticamente não há botões e todos os comandos são acionados por sensores e interruptores virtuais. Há ainda um forte esquema de personalização que permite alterar não só as cores dos dispositivos como também toda a iluminação interna do carro. De acordo com a Volks, são mais de 16,7 milhões de combinações possíveis. As novidades certamente estarão presentes nos futuros lançamentos da marca, mas não confirmação de qual modelo será o primeiro a estreá-las.
Golf R Touch é conceito super tecnológico com painel que entende gestos
No visual, o modelo se destaca pela pintura em dois tons (vermelho na frente e cinza fosco na traseira), suspensão levemente rebaixada, rodas de liga leve de 19 polegadas, faróis com LEDs e máscara negra, entre outros.

Golf R Touch é conceito super tecnológico com painel que entende gestos

Foto de: Dyogo Fagundes