Motos: vendas na primeira quinzena de dezembro apresentam leve alta

O mercado de motos parece querer se reerguer, apesar dos resultados negativos recorrentes apresentados pelo setor. De acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), baseados nos licenciamentos registrados pelo Renavam (Denatran), a primeira quinzena do mês de dezembro deste ano registrou média diária de 5.920 motocicletas comercializadas, número 2,9% maior que o mesmo período de novembro (5.753). Com 11 dias úteis neste mês de dezembro, na comparação quinzenal com novembro, que teve 10 dias úteis, foram emplacadas 65.118 unidades contra 57.528 motos. Ou seja, houve um aumento de 13,2%. Porém, se forem comparados os primeiros 15 dias de dezembro deste ano com o mesmo período de 2013, com 68.596 unidades, não há motivos para comemorar, já que a queda foi de 5,1%. O mesmo vale para a média diária de vendas, que em 2013 foi 6.860 motocicletas, 13,7% maior que no presente mês de dezembro. Para 2015, como já divulgamos, a Abraciclo projeta uma melhora nos resultados do setor. “Em 2015, não teremos os impactos negativos no varejo que tivemos em 2014, com a Copa do Mundo e eleições, e mesmo sendo um ano com expectativas de ajustes da economia brasileira, com a chegada da nova equipe econômica, o setor de Duas Rodas está confiante na retomada do mercado. Além disso, acreditamos que as medidas da nova lei sobre a retomada de bens deve favorecer o mercado, permitindo a flexibilização nas concessões de crédito e contribuindo para o segmento atingir seus objetivos”, afirmou Marcos Fermanian, presidente da entidade.