Peugeot prepara ofensiva à Volkswagen para voltar a lucrar na Europa

Conforme já adiantado, a Peugeot prepara um ambicioso plano estratégico para voltar a crescer na Europa. Agora posicionada um degrau acima da irmã Citroën, a marca quer voltar a trilhar no caminho da lucratividade e elegeu a Volkswagen como principal rival no competitivo e disputado mercado europeu. Novo CEO da empresa, Carlos Tavares quer deixar de lado a imagem de uma montadora comum de mercado de massa para apostar numa nicho "semi-premium" como o da concorrente alemã, inclusive nos preços.
Peugeot prepara ofensiva à Volkswagen para voltar a lucrar na Europa
Atualmente, o preço médio de um carro da Peugeot na Europa é cerca de 6,5% inferior ao de um Volkswagen semelhante. A expectativa de Tavares é reduzir essa diferença para 4,7% em 2016 e chegar a algo entre 0% e 3% em 2020. O CEO disse ainda que lançamentos recentes como os hatches 208 e 308, além do crossover 2008, são modelos comparáveis aos rivais alemães tanto em termos de tecnologia quanto de qualidade construtiva. A intenção é reduzir a oferta de modelos, mas oferecer produtos cada vez melhores. Dos atuais 25 em produção, restarão apenas 16 em 2018 e 13 em 2022.
Peugeot prepara ofensiva à Volkswagen para voltar a lucrar na Europa
Além disso, a reorganização das marcas permitirá à Peugeot atuar em segmentos mais caros e com bons números de vendas, deixando a Citroën com os modelos de entrada. O hatch compacto 108, por exemplo, não terá sucessor, assim como o 207 CC e o 308 CC (pouco vendidos). A Peugeot então focará nas categorias B, C e D, com forte presença de hatches, sedãs, peruas e crossovers.

Peugeot prepara ofensiva à Volkswagen para voltar a lucrar na Europa

Foto de: Dyogo Fagundes