No Brasil em março, HR-V é aposta da Honda para crescer na Europa

HR-V em versão brasileira Após cerca de sete anos de queda e perda de participação, a Honda finalmente prepara uma ofensiva para recuperar terreno e representatividade na Europa. Em entrevista concedida à agência Automotive News Europe, Philip Ross, diretor de vendas da montadora no continente, afirmou que a equipe executiva está bastante otimista em relação aos próximos anos. Segundo Ross, o lançamento de novos produtos e um sistema organizacional mais enxuto serão fundamentais para recuperação da marca na região.
No Brasil em março, HR-V é aposta da Honda para crescer na Europa
Ao contrário de marcas compatriotas como Toyota e Nissan, a Honda enfrenta um momento delicado no Velho Continente. Desde 2007, por exemplo, a empresa só registrou resultados favoráveis em um único ano, fato que acendeu o alerta dentro da companhia. O terreno perdido será recuperado com um forte plano de reestruturação que prevê otimização das operações da fábrica do Reino Unido e, especialmente, o lançamento do HR-V.
No Brasil em março, HR-V é aposta da Honda para crescer na Europa
Conforme ressalta a marca, o crossover competirá em um segmento em plena ascensão que só neste ano será responsável pela comercialização de mais de 500 mil unidades - número que deve subir para 1 milhão em 2020. A expectativa é emplacar 30 mil unidades anuais do modelo a partir de 2016 e posicioná-lo como terceiro Honda mais vendido da Europa, atrás do CR-V e do Civic hatch. Durante todo o ano passado a empresa vendeu na região 139.712 veículos, cifra bastante inferior aos 313.484 comercializados em 2007.

No Brasil em março, HR-V é aposta da Honda para crescer na Europa

Foto de: Dyogo Fagundes