Marchionne discorda de analistas e diz que Ferrari vale mais de US$ 15 bi

Durante o lançamento do plano de crescimento das marcas do grupo FCA, Sergio Marchionne, CEO do conglomerado, discordou da opinião de alguns analistas de Wall Street quanto ao valor de mercado da Ferrari. De acordo com o executivo, os especialistas, que avaliaram a fabricante de esportivos entre US$ 4.6 e US$ 7.5 bilhões, subestimaram completamente o potencial da empresa. Nas palavras de Marchionne, a montadora de Maranello, embora não esteja à venda, vale mais de US$ 15 bilhões (R$ 33 bilhões).
Marchionne discorda de analistas e diz que Ferrari vale mais de US$ 15 bi
"Você está divulgando números errados. Eu posso muito bem lhe ensinar um método certo de valorização", disse Marchionne. "A Ferrari vale mais de US$ 15 bilhões, mas não está e nunca estará à venda", garantiu o executivo. O CEO acrescentou que a marca poderia valer muito mais se aumentasse a produção para 10 mil unidades/ano, embora essa medida não esteja nos planos estratégicos para os próximos cinco anos. A meta, conforme já adiantado, é segurar a produção em 7 mil exemplares/ano e manter ao máximo a exclusividade.

Marchionne discorda de analistas e diz que Ferrari vale mais de US$ 15 bi

Foto de: Dyogo Fagundes