Pé no freio: Volkswagen ajusta produção e afasta 900 funcionários em São Bernardo

A Volkswagen confirmou nesta semana que colocará em prática nos próximos dias um extenso programa de ajuste de produção. Considerado um dos maiores já divulgados no Brasil, o plano tem a missão de adequar o ritmo de fabricação da marca à demanda atual do mercado. Como resultado, serão afastados 900 funcionários na fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, além de outros (o número exato não foi divulgado) na planta de São José dos Pinhais, no Paraná.
Pé no freio: Volkswagen ajusta produção e afasta 900 funcionários em São Bernardo
O programa de "lay off" será iniciado em 5 de maio e durará aproximadamente cinco meses. Em nota, a VW divulgou que "a exemplo de outras montadoras no país, está fazendo uso de ferramentas de flexibilização, previstas nos contratos estabelecidos entre a empresa e os Sindicatos de Trabalhadores, para adequar-se à demanda atual do mercado". Vale lembrar que a decisão coincide com a queda nas vendas de carros novos e a diminuição contínua no ritmo de exportações.
Pé no freio: Volkswagen ajusta produção e afasta 900 funcionários em São Bernardo
O sindicato confirma que durante o período de afastamento, aproximadamente 1.300 reais do salário de cada funcionário envolvido será pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) - o restante será mantido pela Volkswagen.

Pé no freio: Volkswagen ajusta produção e afasta 900 funcionários em São Bernardo

Foto de: Dyogo Fagundes