Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure

Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure
Enquanto os crossovers não param de crescer, outros segmentos pagam o pato. Veja só o caso das minivans, categoria que hoje tem apenas C3 Picasso, Idea e Spin - a Livina está em fim de carreira. De todas, a única sem versão aventureira, ou seja, com um quê de crossover no visual, era a Chevrolet. E de acordo com pesquisas encomendadas pela GM, 20% dos clientes que procuram um monovolume querem um modelo com estilo aventureiro. Motivada por essa tendência de consumo, a marca então lança a Spin Activ, versão com visual que segue a escola dos "off-road urbanos" e tenta dar um ar menos careta ao pacato familiar. O que é?A Chevrolet havia lançado no primeiro semestre de 2014 uma versão Activ da Spin com mudanças estéticas em alguns mercados da Ásia. O modelo brasileiro, porém, recebeu modificações mais extensas: para-choques completamente redesenhados, faróis escurecidos, rodas diamantadas aro 16" com pneus 205/60, molduras plásticas de proteção nos para-lamas, soleira das portas e barra longitudinal no teto.
Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure
Outros detalhes são os novos suportes para os faróis de neblina, capas dos retrovisores externos em preto e, claro, o estepe fixado do lado de fora da tampa do porta-malas - medida em desuso nos novos projetos, mas que a GM resolveu apostar. Apesar das mesmas linhas gerais das versões tradicionais, a Spin Activ aposta em novas cores para a cabine e novos revestimentos nos bancos. Na lista de equipamentos estão itens como sistema MyLink, volante multifuncional e retrovisores elétricos. Novidade é o acionamento automático dos vidros ao efetuar o travamento pelo controle remoto.
Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure
No mais é a mesmo Spin de sempre, com acabamento razoável e bom espaço interno nesta configuração para cinco pessoas (embora o banco traseiro não seja dos mais cômodos), além do excelente porta-malas de 710 litros, um dos maiores do segmento (perde apenas para o JAC J6 com seus 720 litros). Como anda?Para o test-drive, em que dirigimos a versão equipada com câmbio automático, a marca reservou o percurso entre São Paulo e Águas de São Pedro, no interior paulista - um trecho de pouco mais de 200 km.
Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure
No curto trecho urbano e numa pequena parte do trajeto com pavimento ruim, o modelo se saiu bem. Calçado com pneus de uso misto, de laterais mais borrachudas, e suspensão com boa altura em relação ao solo, a Spin aventureira não transmitiu em excesso os defeitos da pista aos ocupantes. Na rodovia (90% do trecho percorrido), a minivan agradou pelo baixo nível de ruído a bordo (motor em torno de 2.800 rpm a 120 km/h) e comportamento dinâmico aceitável para um carro desse porte. A suspensão, que de acordo com a GM foi recalibrada devido ao maior peso na traseira, aliou conforto e firmeza na condução.
Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure
Boa visibilidade e posição de dirigir elevada são outras características do modelo, com a vantagem da coluna A não atrapalhar a visão diagonal. Já o desempenho, embora satisfaça em boa parte do uso, poderia ser melhor em giros mais altos. Apesar do bom torque em baixas rotações, o funcionamento do motor quando exigido a fundo (ultrapassagens, por exemplo) apresenta vibrações e ruídos acima do desejável. A Chevrolet atualizou a transmissão automática de seis velocidades, agora de segunda geração (GF6-2), que proporciona trocas de marchas em tempo 50% menor. Na prática, deu pra notar trocas mais rápidas no modo automático (um pouco mais lentas no modo manual feitas pelo botão da alavanca) e reduções mais decididas - de 2 ou até 3 marchas, caso necessário. De acordo com dados da marca, a Spin Active automática acelera de 0 a 100 km/h em 12,4 segundos e atinge velocidade máxima de 165 km/h (etanol).
Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure
Quanto custa?Focada num público que busca um carro familiar com mais apelo visual, a versão Activ chega custando entre R$ 62.060 (câmbio manual) e R$ 65.860 (câmbio automático). Apesar de representar um segmento que encolhe, a Spin é a minivan mais vendida do país e agora se arma para enfrentar as versões aventureiras das rivais: Fiat Idea Adventure (R$ 58.830), Citroën Aircross (R$ 55.790) e Livina X-Gear (R$ 56.890). Mais cara que as concorrentes, a Spin leva vantagem no espaço e porta-malas, devido ao seu maior porte. De acordo com as estimativas da marca, a versão Activ deve responder por cerca de 25% das vendas totais do modelo. Por Julio Cesar Fotos: Autor/divulgação Ficha técnica: Chevrolet Spin Activ Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 8 válvulas, comando simples, flex; Potência: 106/108 cv a 5.400/5.600 rpm; Torque: 16,4/17,1 kgfm a 3.200 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas (automático de seis marchas opcional), tração dianteira; Direção: hidráulica; Suspensão: independente do tipo McPherson com molas helicoidais, amortecedores telescópicos pressurizados e barra estabilizadora, traseira: eixo de torsão, barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores pressurizados; Freios: discos ventilados na frente e tambor atrás; Rodas: aro 16" com pneus 205/60; Peso: 1.325 kg; Capacidades: porta-malas 710 litros, tanque 53 litros; Dimensões: comprimento 4.424 mm, largura 1.953 mm (com espelhos), altura 1.672 mm, entre-eixos 2.620 mm.

Galeria de fotos: Chevrolet Spin Activ

Volta Rápida: Spin Activ segue trilha de Aircross e Idea Adventure

Foto de: Julio Cesar