Cuba anuncia privatização dos serviços de táxi em busca de melhor qualidade

Dando continuidade a política de abertura gradativa da economia, o governo de Cuba anuncia a privatização dos serviços de táxi no país. Conforme anúncio publicado pelo jornal oficial da ilha, o Granma, os taxistas que até então trabalhavam para o Estado passarão a ser autônomos e responsáveis pelos veículos que dirigem. A decisão tem por objetivo reduzir a enorme planilha estatal e melhorar a qualidade do sistema, considerado ineficiente e mal administrado.
Cuba anuncia privatização dos serviços de táxi em busca de melhor qualidade
O novo modelo prevê a criação de 20 agências que farão parte da empresa Táxis-Cuba. Segundo o governo, a companhia será gerida pelos próprios taxistas que, por sua vez, devem estar reunidos em cooperativas. A maioria dos veículos será particular, mas alguns modelos estatais ainda continuarão em operação, principalmente os clássicos da década de 1950, considerados atrações turísticas. A experiência com esse tipo de sistema foi bem-sucedida quando implantada experimentalmente em 2010 e por isso será expandida, afirma o governo.
Cuba anuncia privatização dos serviços de táxi em busca de melhor qualidade
Entre os principais problemas citados no caso do velho sistema, estão irregularidades cometidas pelos taxistas, como apropriação dos lucros recebidos e cobrança de valores acima da tabela fixada pelo governo. “O modelo tradicional não foi capaz de resolver esses inconvenientes”, menciona o texto do jornal.

Cuba anuncia privatização dos serviços de táxi em busca de melhor qualidade

Foto de: Dyogo Fagundes