Ducati Scrambler, no Brasil em 2015, é eleita moto mais bela do Salão de Milão

Como acontece em todas as edições do Salão de Milão, foi eleita a mais bela moto do EICMA 2014, após votação dos visitantes que passaram pelos estandes do evento italiano durante todo o fim de semana, com a Ducati faturando o "prêmio" que gerou polêmica. Apesar de o foco do Salão ter sido novas superesportivas, quem ganhou a votação foi uma moto que não está nesta categoria, e não é um modelo inédito, que já apareceu no Salão de Colônia, mas agora foi exibida em diversas versões em Milão: Ducati Scrambler, que tem chegada ao Brasil já confirmada para 2015, com preço estimado ao redor dos R$ 30 mil.
Ducati Scrambler, no Brasil em 2015, é eleita moto mais bela do Salão de Milão
As controvérsias a respeito do resultado da voração começaram nas redes socias na manhã desta segunda-feira (10), questionando como as íncriveis novidades, como Panigale 1299, Yamaha R1, Honda RC213V-S, Kawasaki Ninja H2 e Multistrada 2015, por exemplo, não foram eleitas a moto do Salão de Milão 2014. Para lembrar, a Ducati Scrambler 2015 vem equipada com o motor V-twin de 803 cc emprestado da Monster 796, mas recebeu modificações para entregar uma aceleração mais suave, com potência de 75 cv. O chassi de treliça em aço forma conjunto com a balança de alumínio e rodas aro 18″ na dianteira e 17″ na traseira. O pneus são Pirelli com desenho enduro e os freios trazem discos Brembo com ABS de dois canais. As suspensões, da Kayaba, consistem em garfos dianteiros de 41 mm e monoshock na traseira, ajustável na pré-carga da mola.

Veja as fotos da Ducati Scrambler:

Ducati Scrambler, no Brasil em 2015, é eleita moto mais bela do Salão de Milão