Mitsubishi retoca visual do Outlander, mas faz mudanças sutis

A Mitsubishi anunciou no início do ano que faria uma reestilização precoce no Outlander para corrigir traços do design que em geral não agradaram ao público. Conforme prometido, aí está o resultado - ainda que sem as mudanças profundas que boa parte dos consumidores aguardava. Isso porque ao invés de promover alterações significativas, que agora só devem vir na próxima geração, a marca optou por aplicar apenas retoques sutis na dianteira e na traseira, e incrementar a lista de equipamentos.
Mitsubishi retoca visual do Outlander, mas faz mudanças sutis
Na dianteira, a principal (e quase imperceptível) modificação é o redesenho da grade, que continua com acabamento cromado mas agora aposta em traços mais retilíneos. Além disso, há novidades nos moldes da parte inferior do para-choque e faróis com luzes diurnas de LED. Na laterais as rodas ganharam layout inédito e acabamento em dois tons nas versões mais caras. Por fim, o rack de teto passa a ser pintado em prata (no lugar do preto) e as lanternas recebem luzes de LED.
Mitsubishi retoca visual do Outlander, mas faz mudanças sutis
A mecânica também não recebeu grandes alterações, mas a Mitsubishi diz que realizou mudanças no chassi e na suspensão para privilegiar o conforto e aperfeiçoou o funcionamento do câmbio CVT. Nas versões manuais indicador de troca de marcha passa a ser item de série. Também passa a ser equipamento padrão de todas as versões sensor de pressão nos pneus. Mudanças começam pela Europa e Oceania Dois países já confirmaram a chegada do Outlander com visual retocado: Polônia e Austrália. Nestes dois mercados, há ainda o convívio da linha 2013, idêntica à comercializada no Brasil, e a 2014 com a alterações mostradas nas imagens. Para o mercado nacional, não há previsão de mudanças visto que o seu lançamento é recente (chegou em agosto de 2013). Fonte: Mitsubishi Polônia

Mitsubishi retoca visual do Outlander, mas faz mudanças sutis

Foto de: Dyogo Fagundes