Venezuela: governo vai controlar preços dos carros para combater inflação

O presidente venezuelano Nicolas Maduro anunciou nesta semana que sancionará em breve uma lei que irá controlar completamente o mercado automotivo do país. De acordo com o chefe do executivo, os preços de todos os carros, novos e usados, comercializados na Venezuela serão estipulados pelo próprio governo. O objetivo, segundo Maduro, é tentar controlar a altíssima inflação que assola o país, e segundo ele, "baixar o lucro das máfias que dominam o setor".
Venezuela: governo vai controlar preços dos carros para combater inflação
"Os veículos são produzidos para quem? Para necessidade da sociedade, e não para as máfias que controlam o setor. Nós iremos regular a comercialização de carros da porta da fábrica até o local de venda", disse o presidente em um programa transmitido por rádio e televisão. Com a lei, as marcas terão de entregar informes semanais de produção ao governo, que, por sua vez, estipulará o preço de cada automóvel com base nos custos de produção.
Venezuela: governo vai controlar preços dos carros para combater inflação
Especialistas do setor afirmam que tamanha regulação do estado sobre a economia pode afugentar boa parte das montadoras, que já enfrentam situações difíceis por conta do desabastecimento de peças, restrições ao dólar e controle de importações. Por conta da assustadora inflação de 54% ao ano (a maior dos últimos 16 anos), a Venezuela, que recentemente foi considerado o país mais corrupto da América Latina, é um dos poucos lugares no mundo onde os carros valorizam após a compra. Dodge Forza A antiga geração do Fiat Siena é vendida e produzida pela Dodge na Venezuela com o nome de Forza. O modelo tem motor 1.4 movido a GNV e gasolina e custa a partir de 295.933 bolívares, o equivalente a impressionantes R$ 109.900!

Venezuela: governo vai controlar preços dos carros para combater inflação

Foto de: Dyogo Fagundes