Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos

Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos
Pequeno por fora e grande por dentro: o Twingo chegou ao mercado em 1993 para revolucionar o segmento subcompacto e se tornar um sucesso na Europa. Sua história remonta a 1989, quando a Renault ainda trabalhava no desenvolvimento de um outro compacto que seria lançado antes, o Clio. Criado pelo designer Patrick Le Quément, que havia deixado a Volkswagen em 1988, o Twingo tinha a missão de ser mais barato que o carro de entrada da marca. Para seu desenvolvimento, o orçamento era muito baixo e foi necessário eliminar tudo o que fosse supérfluo. Na verdade, a estratégia era lançar um carro pequeno com design inovador, atraente e preço acessível.
Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos
O nome resulta da fusão de "Twist", "Swing" e "Tango", danças que simbolizavam o estilo alegre do carrinho. Além disso, o Twingo surpreendeu logo no lançamento com a paleta de cores chamativas, composta pelos tons azul-marinho, vermelho coral, verde coentro e amarelo indiano. Cores mais tradicionais só viriam mais tarde. Com uma lista de equipamentos enxuta, o Twingo oferecia como opcional apenas o ar-condicionado e o teto solar. Versátil, o Twingo oferecia uma cabine modular com espaço jamais imaginado para um carro com estas dimensões. Os bancos podiam completamente rebatidos, formando uma espécie de "cama" na parte traseira. O painel era bem simples, com velocímetro digital ao centro e comando dos piscas em forma de nariz de palhaço.
Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos
Em 1994, um francês percorreu 240.000 km na Austrália com um Twingo para mostrar a confiabilidade do carro, que ia muito além da vocação urbana. No final da jornada, o modelo foi decorado por um pintor aborígene. Nesse mesmo ano era lançado o Twingo Easy, com caixa manual sem pedal de embreagem embreagem.
Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos
O Twingo começou a ser importado para o Brasil em 1995, vindo inicialmente da França com motor 1.2 de 55 cv. Posteriormente, em 2000, o carrinho passou a vir do Uruguai, já reestilizado e equipado com motores 1.0 8V e 1.0 16V. Dois anos depois, o Twingo ganharia a série limitada "Benetton" e a versão Twingo'Matic, equipada com uma caixa automática de três velocidades. O motor passava a 60 cv.
Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos
Para o ano de 1998, o modelo trouxe melhorias no chassi, novos bancos, novo painel e mudanças nos faróis e para-choques dianteiros. Neste mesmo ano, ele estreava a edição limitada Elite e no ano seguinte seria lançada a versão de topo "Initiale". Em 2000, foi a vez da caixa sequêncial Quickshift.
Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos
Produzido entre 1993 e junho de 2007 na Europa, a primeira geração do Twingo teve mais de 2 milhões de unidades vendidas durante esses 14 anos. Uma longevidade excepcional para os padrões da indústria automobilística. A Colômbia chegou a prolongar sua produção até 2012. Entre 1995 e 2012, foram vendidos mais de 100 mil unidades no mercado colombiano pela empresa Sofasa.

Carros para sempre: Renault Twingo revolucionou os subcompactos

Foto de: Julio Cesar