Entrevista: veja o que diz o designer do novo Discovery Sport

Entrevista: veja o que diz o designer do novo Discovery Sport
Agora é oficial: o novo Discovery Sport, principal atração da Land Rover no Salão de São Paulo, começa a ser fabricado em 2016 na unidade que a marca está construindo em Itatiaia (RJ). As vendas, porém, serão iniciadas no primeiro semestre do próximo ano com o modelo importado. Os preços começarão ao redor dos R$ 180 mil. Líder do time de design do Discovery Sport, Massimo Fraschella, conversou com a equipe de CARPLACE e contou sobre os desafios de criar o modelo que chega para ocupar o lugar do Freelander. Confira a entrevista. CP: Todos os novos Land Rovers estão ficando parecidos com o Evoque. Isso não pode ser um problema? MF: Acredito que não. Veja que o Discovery Sport traz elementos em comum com o Evoque, mas tem um caráter bem diferente. Ele introduz uma nova imagem para a gama Discovery, é o primeiro de uma nova família da nossa marca. CP: Por que essa opção de criar uma família Discovery? MF: Nossa linha será dividida em três famílias: Range Rover, Discovery e a futura linha Defender. Nessa divisão, cabe à gama Discovery o papel de versatilidade, de levar a família e ser esportivo, de andar bem no asfalto ou no off-road. Haverá ainda outros modelos para compor a família, como o substituto do atual Discovery. CP: Qual a principal mudança do Discovery Sport em relação ao Freelander? MF: Ele não é o substituto do Freelander, mas, sim, um carro para ocupar o posto de SUV compacto da marca. O Discovery Sport é um carro mais esportivo e refinado, um SUV premium. O apelo dele é muito mais emocional, seja por meio do design ou do interior. CP: Qual o elemento de design que você considera mais marcante no Discovery Sport? MF: Gosto muito das proporções do carro, do volume da carroceria, da forma como ele se coloca sobre as rodas. Vê-lo em movimento é muito bonito, ele anda muito bem plantado ao chão. É definitivamente um Land Rover. CP: Teve algum pedido vindo dos consumidores brasileiros no projeto? MF: Um carro global leva em conta a opinião de diversos mercados, e claro que o Brasil foi levado em consideração. Os brasileiros gostam muito de SUVs de luxo, espaçosos e versáteis, e por isso acreditamos que seja o carro certo para o mercado nacional. Tanto que foi escolhido para ser produzido aqui. Primeiras impressões O Discovery Sport é surpreendentemente compacto quando visto ao vivo. Os elementos de design como os faróis e lanternas estreitos, além da linha de cintura elevada, fazem a ligação com o Evoque. Mas, visto de perto, o novo SUV revela uma personalidade mais familiar, com teto elevado e amplo espaço interno.
Entrevista: veja o que diz o designer do novo Discovery Sport
Uma vez lá dentro, o ambiente permite esticar as pernas no banco traseiro, e mesmo os banquinhos do porta-malas (ele é um 5+2) são contemplados com tomada 12V e saídas do ar-condicionado. Na frente, destaque para o volante de desenho inédito e para a nova central multimídia, que a Land Rover garante ser mais amigável ao uso. O modelo estreará com motores 2.0 turbo a gasolina, de 240 cv, e 2.2 SD4 a diesel de 190 cv (ambos emprestados do Evoque), sempre com câmbio automático de nove marchas e tração integral. Principais concorrentes serão Audi Q5 e BMW X3.

Veja a galeria de fotos do novo Land Rover Discovery Sport:

Entrevista: veja o que diz o designer do novo Discovery Sport

Foto de: Daniel Messeder