VW: executivos consideram vender Amarok nos EUA

De olho no gás que o segmento de picapes médias recebeu na América do Norte após o lançamento da nova Chevrolet Colorado (a irmã Canyon, da GMC, também será apresentada em breve), a Volkswagen reconsiderou seus projetos iniciais e já fala em vender a Amarok nos Estados Unidos. De acordo com a revista Motor Trend, executivos da marca estão amadurecendo a ideia e a concretização dos planos depende apenas de um acordo fiscal por parte do governo.
VW: executivos consideram vender Amarok nos EUA
Atualmente, utilitários comerciais importados são taxados com 25% de imposto nos EUA. Para seguir adiante com a ideia de vender a Amarok no país, a Volkswagen aguarda uma decisão do governo norte-americano, que já admitiu a possibilidade de derrubar o impedimento fiscal. "Até então não tínhamos intenção de vender a Amarok no mercado americano, mas dependendo da resposta do governo certamente mudaremos de opinião", afirmou Jonathan Browning, CEO da VW América.
VW: executivos consideram vender Amarok nos EUA
Caso desembarque nos EUA, a Amarok terá como concorrentes diretos a líder de mercado Toyota Tacoma, além da Nissan Frontier e da nova GM Colorado. A boa fama da Volks no segmentos de carros a diesel pode ser um forte argumento de vendas para a picape, que tem motor 2.0 TDI com 140 ou 180 cv de potência. Atualmente, a caminhonete é produzida na Argentina e na Alemanha.

VW: executivos consideram vender Amarok nos EUA

Foto de: Dyogo Fagundes