Argentina: A3 Sedan 1.4 sem Bluetooth custa "salgados" R$ 175 mil

Sabemos que a situação do mercado não anda boa no Mercosul. Mas é ainda pior na Argentina, onde modelos mais caros passaram recentemente a sofrer a tributação extra dos chamados "impuestos internos". Um exemplo disso é o novo Audi A3, vendido no Brasil pelo preço promocional de R$ 85.950 mil, e que chega ao país vizinho pela bagatela de US$ 71,150 (R$ 175 mil).
Argentina: A3 Sedan 1.4 sem Bluetooth custa "salgados" R$ 175 mil
Importado da Alemanha, o novo sedã compacto da Audi é oferecido aos hermanos somente com o motor 1.4 turbo de 122 cv de potência e 20,4 kgfm de torque máximo associado a caixa automática S-Tronic de sete velocidades.
Argentina: A3 Sedan 1.4 sem Bluetooth custa "salgados" R$ 175 mil
De série possui sete airbags, freios ABS/EBD, controle de estabilidade, controle de tração, Start&Stop, ar digital e sistema multimídia com tela de 5,8". Apesar do preço extravagante, mesmo para os nossos padrões, itens como bancos em couro, teto solar e Bluetooth são opcionais.
Argentina: A3 Sedan 1.4 sem Bluetooth custa "salgados" R$ 175 mil
Fonte: Argentina Autoblog

Argentina: A3 Sedan 1.4 sem Bluetooth custa "salgados" R$ 175 mil

Foto de: Julio Cesar