Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim

Com o futuro carro de entrada previsto apenas para 2016, a Fiat vai apostando em novas versões dos modelos atuais para não perder sua participação de mercado. Assim como a versão tradicional Fire, o "aventureiro" Palio Fire Way ostenta o título de mais barato nesta configuração produzido no Brasil. Com preço a partir de R$ 28.110, esta versão avaliada pelo CARPLACE traz diferenciais estéticos, suspensão elevada e pneus mais borrachudos, assim como o seu antecessor, o finado Mille Way. A Fiat tem experiência de longa data em versões "aventureiras". Na versão Way do Palio, a receita foi básica: novas calotas (ou rodas de liga aro 14" redesenhadas com pintura na cor cinza), molduras plásticas nas caixas de roda, faróis com máscara negra, nova grade frontal, difusor de ar nos para-choques dianteiro e traseiro, retrovisor externo com capa na cor preta e adesivos laterais.
Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim
Por dentro as mudanças são mais discretas: temos apenas bancos dianteiros com novo revestimento e a logomarca "Way" bordada. A Fiat também aplicou um quadro de instrumentos mais completo, com conta-giros, mas sem computador de bordo. No geral, o acabamento ainda é simples e ostenta rebarbas, nada muito diferente do Palio Fire. No carro testado, com o pacote mais completo de equipamentos, estavam presentes vidros elétricos nas portas dianteiras, direção hidráulica, travas elétricas, chave com alarme e destravamento das portas, rádio com entrada USB, indicador de portas abertas no painel e faróis de neblina, entre outros itens.
Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim
A ergonomia para o motorista é falha. O banco tem espuma muito macia e afunda, incomodando após ficarmos muito tempo dirigindo. O volante (muito bom de pegada) também não conta com ajuste de altura, assim como o banco do motorista. De resto, os limpadores do para-brisa ficam em posição bem elevada, na linha de visão do motorista, nos lembrando de que estamos num carro veterano. A parte mecânica segue a receita do Fire normal, com motor 1.0 8V de até 75 cv e 9,9 kgfm de torque a 4.500 rpm associado ao câmbio manual de cinco marchas. O desempenho muda pouco em relação à versão convencional (que fez 0 a 100 km/h em 16,9 s), o que em outras palavras significa que é apenas aceitável. Mas, nas saídas, o Way parece exigir um pouco mais de acelerador para embalar. Quanto ao consumo, médias de cerca de 9 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, usando etanol.
Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim
Na suspensão, a Fiat trocou molas, batentes e amortecedores, elevando a altura do conjunto em 10 mm, além de adotar pneus 5 mm mais altos. Apesar do nome que sugere algo do tipo off-road, o Way foi feito para nossas ruas esburacadas. E, de fato, este Palio com 160 mm de altura livre do solo se sai muito bem sobre asfalto ruim, revelando absorção de impactos e superação de obstáculos melhores que a do Palio Fire. O nível de ruído é bem aceitável na maioria das situações, uma vez que o motor está bem isolado. O câmbio é o mesmo de sempre, com engates um tanto longos, porém a Fiat alongou a relação da 5a marcha. Além disso, o diferencial e a 2a foram encurtados para melhorar as saídas. Na estrada, o motor gira em torno de 3.700 rpm a 120 km/h (um bom número para um carro 1.0), colaborando com o nível de ruído e o consumo, embora cobre seu preço nas retomadas e subidas.
Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim
Apesar dos pneus melhores e a suspensão recalibrada, ainda não dá pra abusar nas curvas. De fato, os novos pneus "cantam" menos e o carro ficou um pouquinho mais estável, mas o acerto bem macio ainda deixa o Palio balançar em curvas mais acentuadas. Tabelado a R$ 28.110 na versão base, o Palio Way pode chegar a R$ 35.045 com todos os opcionais, (do jeito que avaliamos). Básico, ele sai mais barato que o Uno Way, que custa a partir de R$ 29.920, uma diferença de R$ 1.810 por um carro mais atual. Assim como a maioria dos carros de entrada, rechear o Way com todos os opcionais acaba não valendo a pena. Por R$ 35 mil é possível levar pra casa um Fiat Uno Way com motor 1.4, direção hidráulica e banco com ajuste de altura de série, só pra citar um exemplo dentro da própria marca. Indo um pouco além, se considerarmos os preços praticados na revendas, dá até pra levar um Palio Attractive 1.4.
Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim
Mas, voltando ao Palio de entrada, vale pagar pouco mais de R$ 1 mil pelos apetrechos visuais e a melhor suspensão do Fire Way. Se quiser (ou puder) gastar mais, no entanto, melhor partir logo para um Uno. Texto e fotos: Julio Cesar Ficha técnica: Fiat Palio Fire Way Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 8 válvulas, comando simples, 999 cm3, flex; Potência: 73/75 cv a 6.250 rpm; Torque: 9,5/9,9 kgfm a 4.500 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas, tração dianteira; Direção: mecânica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS; Rodas: aço aro 14 com pneus 175/65 R14; Peso: 967 kg; Capacidades: porta-malas 290 litros, tanque 48 litros; Dimensões: comprimento 3.827 mm, largura 1.634 mm, altura 1.448 mm, entreeixos 2.373 mm;

Galeria de fotos: Fiat Palio Fire Way

Avaliação: Fiat Palio Fire Way é popular bom de asfalto ruim

Foto de: Julio Cesar