Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre

Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
Corria o ano de 2008 e a GM do Brasil, se vendo com uma linha desatualizada e a matriz nos EUA em dificuldades financeiras, precisava mostrar força. A empresa anunciava então um ambicioso plano de renovar toda a linha em quatro anos, adotando plataformas globais. Só que aquele momento precisava de uma resposta mais imediata, para já. Nascia assim o Agile. O hatch era um sopro de novidade em termos visuais, pois foi o primeiro a adotar a nova identidade da Chevrolet (com a grade dividida em duas) por aqui. Mas foi feito com o que estava na prateleira, no caso a antiga plataforma do Corsa B (Classic) e o motor 1.4 Econo.Flex do Corsa C. Era a solução até a chegada de um novo compacto de verdade, o Onix, feito sobre a base GSV global. O que é? Pois o tempo passou, a GM realmente trocou toda a linha por uma muito mais atual e o Agile, que era a novidade em 2009, se tornou o mais obsoleto da gama - exceto pelo Classic. A chegada do Onix complicou ainda mais as coisas. Além de mais moderno mecanicamente, mostrou que o Agile tinha claros exageros de design. Agora, para não deixar o irmão mais velho na sombra do Onix nas revendas, a Chevrolet promove um facelift no Agile. E, mais que isso, lança a reestilização junto com uma série especial (Effect). O objetivo é criar um visual mais robusto e esportivo para o compacto.
Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
De uma forma geral, o "tapa" no visual fez bem ao Agile. Faróis redesenhados, nova grade frontal (menor), novos para-choques e lanternas traseiras com nova disposição deixaram o visual mais agradável, e devem garantir a sobrevida do modelo por mais algum tempo. Internamente a reforma foi mais tímida. Destaque para o novo volante com base achatada, novos revestimentos e nova grafia no painel. Embora lançado há quatro anos, o interior ainda tem aparência moderna e qualidade de construção aceitável. Mas a posição de dirigir continua ruim, com a coluna de direção deslocada. Boa novidade fica por conta dos paddle-shifts no volante para as trocas manuais na versão com câmbio automatizado Easytronic.
Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
Como anda? Mesmo de cara nova, o Agile mantém a alma de sempre. O motor continua o 1.4 Econo.Flex de 102 cv e torque de 13,4 kgfm com etanol. Apesar de não contar com as melhorias do propulsor 1.4 SPE (utilizado no Onix/Prisma), ele é suficiente para a proposta do carro, com acelerações e retomadas a contento.
Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
Única novidade na parte mecânica está na versão Easytronic, que recebeu novas relações de transmissão. Além disso, o câmbio manual sofreu algumas mudanças e agora possui marcha a ré sincronizada. Em movimento, o Agile mantém suas características inalteradas. Desempenho adequado e estabilidade nem tanto - um pouco melhor graças aos pneus 195/55 em rodas aro 16". O câmbio é destaque, pois ficou com engates mais suaves e precisos, conforme a marca havia anunciado. O isolamento acústico está dentro da média, mas a suspensão não dá chance ao conforto. Sem o sub-chassi dianteiro (lembra da plataforma do Classic?), transfere muito das imperfeições do piso para o interior. Quanto custa? O Agile enfrenta uma situação difícil em relação ao posicionamento de mercado. De fato, ele é maior e oferece mais espaço que o Onix. Além disso, conta com uma lista de equipamentos mais completa, é verdade. Porém, o irmão menor tem plataforma e conjunto mecânico mais modernos, comportamento dinâmico e isolamento acústico melhores. Sem falar no motor, que recebeu algumas melhorias e consome menos.
Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
Vendido apenas na versão LTZ, até para não "brigar" com o Onix, o Agile tem um pacote bem completo à disposição. De série, ele traz freios ABS, airbag duplo, rodas de liga leve aro 16", ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos nas quatro portas, computador de bordo, controle de cruzeiro, acendimento automático dos faróis e sistema de som com Bluetooth - enquanto o Onix traz a central multimídia MyLink. Preços: Chevrolet Agile 2014 LTZ manual: R$ 42.990 LTZ Easytronic: R$ 45.990 Effect manual: R$ 44.940 Effect Easytronic: R$ 47.440 Série Especial Effect Na última quarta-feira (09), um dia antes do lançamento da linha 2014 do Agile, a Chevrolet mostrou também a série especial Effect, para os modelos Agile e Sonic hatchback.
Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
Disponível nas cores branco Summit e vermelho Chilli, o Agile especial traz emblemas Effect, rodas de liga leve aro 16" escurecidas, pintura preta no para-choque traseiro, saias laterais, aerofólio, spoilers dianteiro e traseiro, faróis e lanternas escurecidos, retrovisores e teto pintados em preto brilhante, além de adesivos decorativos nas laterais. Na parte interna, a série especial recebeu detalhes na cor vermelha, inclusive no volante, painel de instrumentos com nova cor e grafismo, adesivo decorativo em cima do porta-luvas, novos bancos com apelo esportivo e detalhes também em vermelho, incluindo o painel de porta. O protetor de soleira é de alumínio escovado.
Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre
Disponível apenas na configuração hatchback e na cor branco Ice, o Sonic Effect é baseado na versão LTZ e está equipado com o motor Ecotec 1.6 16V associado ao câmbio automático de seis marchas. Tabelado a R$ 58.490, ele conta com roda de liga leve aro 16" escurecidas, adesivos nas laterais, traseira, capô e teto, tampa do combustível com adesivo decorativo, espelhos retrovisores na cor preta, protetor de soleira com acabamento em alumínio escovado e tapetes de borracha exclusivos. Além disso, ele contará com o sistema multimídia Chevrolet MyLink na tela LCD touch screen de 7". Outra novidade é o sistema Siri, que possibilita ao motorista e/ou usuário interagir com o Smartfone e/ou iPhone, por meio da voz. Ele atua como se fosse um "secretário", permitindo por exemplo que se ligue para uma outra pessoa cadastrada, por comando de voz. A Chevrolet vai ofertar 900 unidades do Sonic Effect, que estará disponível até dezembro. No caso do Agile Effect, a marca espera vender cerca de 1.000 unidades mensais da série até o fim de 2013. Por Julio Cesar, de Indaiatuba (SP) Viagem a convite da GM Ficha técnica – Chevrolet Agile 2014 Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 8 válvulas, 1.389 cm3, flex; Potência: 97/102 cv a 6.000 rpm; Torque: 13,2/13,5 kgfm a 4.500 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas (automatizado Easytronic opcional); Direção: hidráulica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e semi-independente na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS; Rodas: aro 16" com pneus 195/55 R16; Peso: 1.076 kg; Capacidades: porta-malas 327 litros, tanque 54 litros; Dimensões: comprimento 4.063 mm, largura 1.683 mm, altura 1.549 mm, entreeixos 2.543 mm.

Volta rápida: Agile 2014 traz cara nova, mas mantém a alma de sempre

Foto de: Julio Cesar