Renault Twizy ganha versão para o trabalho, mas continua caro

A Renault lançou o Twizy Cargo, uma nova versão do seu quadriciclo elétrico projetado para o transporte de mercadorias - pelo menos em teoria. Com capacidade para bagagens de apenas 180 litros ou peso máximo de 75 kg, ele ganhou este espaço adicional às custas da remoção do único banco traseiro, retirado para sobrar espaço para a carga.
Renault Twizy ganha versão para o trabalho, mas continua caro
Fabricado pela Renault Tech, em cooperação com a Renault Sport Technologies, o Twizy Cargo tem um porta-malas impermeável que é acessível pela porta traseira que abre a 90 graus. Mesmo com a conversão o banco dianteiro ainda é móvel, enquanto a porta traseira tem um sistema de bloqueio que funciona com a chave de ignição. De acordo com a Renault, o Twizy Cargo é direcionado principalmente às pequenas empresas ou aquelas que entregam encomendas expressas. Em relação à segurança, o carrinho possui um cinto de segurança de quatro pontos e um airbag.
Renault Twizy ganha versão para o trabalho, mas continua caro
O pequeno elétrico está disponível em duas versões, o Twizy Cargo 45, que tem velocidade máxima de 45 km/h, autonomia de 120 km e 5 cv de potência, e o Twizy Cargo, que pode chegar a 80 km/h, com um motor de 18 cv e autonomia de 100 km. Na França, o Twizy Cargo 45 custa a partir de 6.750 euros (R$ 19.700) enquanto a versão mais potente começa a partir de 7.350 euros (R$ 21.500).

Renault Twizy ganha versão para o trabalho, mas continua caro

Foto de: Julio Cesar