Audi A1 e A3 ganham sistema de desativação de cilindros

A Audi confirmou nesta semana que começou a vender no mercado europeu os modelos A1 e A3 equipados com sistema de desativação de cilindros. Batizada de Cylinder-on-Demand (CoD), a tecnologia é oferecida no motor 1.4 TFSI de 140 cavalos e permite que em determinados situações o propulsor trabalhe com apenas dois cilindros priorizando a economia de combustível.
Audi A1 e A3 ganham sistema de desativação de cilindros
De acordo com a Audi, o segundo e o terceiro cilindros podem ser desligados conforme a situação. Para o sistema desativá-los, o motor deve estar girando entre 1.400  e 4.000 rpm, enquanto o torque precisa estar na faixa entre 2,5 e 7,6 kgfm. Assim que o motorista pisa forte no acelerador os cilindros são reativados automaticamente.
Audi A1 e A3 ganham sistema de desativação de cilindros
No caso do A1, o motor TFSI vem ligado a um câmbio S-Tronic de sete marchas e dupla embreagem. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 7,9 segundos, enquanto o consumo gira em torno de 21,2 km/l na versão Sport. O A3, por sua vez, tem câmbio manual de seis marchas e números de 21,3 km/l e 8,3 segundos, variando de acordo com cada versão.
Audi A1 e A3 ganham sistema de desativação de cilindros
 

Audi A1 e A3 ganham sistema de desativação de cilindros

Foto de: Dyogo Fagundes