Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões

Nenhuma montadora deseja que chova durante um evento com os carros dela. Ainda mais quando a ocasião é num autódromo como o Velopark, em Nova Santa Rita (RS) onde a Volvo realizava esse "fast-drive" com os jornalistas. Mas, enquanto participava do briefing de pista, ouvi trovões cada vez mais próximos. Na sequência, vesti todo o equipamento necessário (macacão, balaclava, luva e capacete) e entrei no C30 de competição. Carro ligado, autorização para ir à pista, mas logo ao sair do box... Não deu outra: a chuva nos pegou. Chato? Que nada, foi excelente!
Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões
Seguindo o carro-madrinha no C30 número 9 - Vejam a chuva Confesso que fiquei um pouco aborrecido quando a água desabou. Entrei na pista seguindo o "carro-madrinha", um S60 T6 R-Design vermelho, para reconhecimento. A chuva só aumentava. Aumentou tanto que eu mal conseguia enxergar o S60 à frente - só via as lanternas de LEDs acendendo ao longe. A situação foi piorando, os vidros embaçando, poças começaram a se formar e a visibilidade... bem, não existia mais. Dei umas três voltas, mas, com pneu slick (liso), senti o carro dançar mesmo em baixa velocidade e voltei para o box. O comboio com outros colegas teve o mesmo destino. Carro de corrida com pneu slick na chuva? Sem chance. Quando tudo caminhava para o desfecho "já era, vamos embora", os pilotos profissionais que nos orientavam resolveram "testar" a pista com os carros "normais". No caso, a V60 e o S60, ambos na configuração T6 com acabamento R-Design e, claro, tração integral. A história mudou quando os caras voltaram aos boxes. Um deles saiu do carro com um largo sorriso e disse: "Com toda minha experiência e conhecimento de pista, tenho a mais absoluta tranquilidade para autorizar vocês a pilotarem os carros 'normais' mesmo com essa chuva". Foi aí que a decepção deu lugar à uma nova possibilidade: avaliar o S60 e a V60 em situações extremas.
Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões
Mesmo com chuva, pista liberada para os carros "normais" Volvo S60 T6 R-Design Não perdi tempo e entrei logo no S60 T6, modelo vendido por R$ 195.900. Sair de um carro de corrida com ronco "aberto" do motor dentro da cabine e entrar num carro premium com couro claro e todo o conforto disponível me fez pensar: não vai ter graça acelerar esse carro de "tiozão". Engano meu. Reconhecida internacionalmente por seus carros altamente seguros, a Volvo me deu a oportunidade de comprovar o trabalho de toda a tecnologia da marca na pista encharcada, e com total tranquilidade. Começo a fazer a tangência das curvas (agora enxergando-as) e logo ganho velocidade. Mesmo com a chuva forte, o piloto que nos orienta pede: "Afunda o pé no acelerador". Opa, agora sim: 140 km/h, 160 km/h... Reduz, tangência, acelero novamente, freio em uma curva de baixa para logo em seguida entrar na reta principal do autódromo e aumentar a velocidade novamente. Ponteiro na casa dos 170 km/h, retardo um pouco a frenagem e o castigo vem ao perder a tangência e quase atropelar um cone indicativo. Ok, na próxima volta freio antes. O que mais me agradou no S60 T6 foi a sensação de controle total durante todo o tempo. A tração integral, juntamente com os controles de tração e estabilidade, permitem alguns excessos como atropelar poças d'água em alta velocidade ou entrar mais forte em curvas escorregadias. Após três voltas, preciso voltar para o box porque há mais colegas querendo fazer o mesmo. Então, sabe o que eu disse sobre carro de "tiozão"? Esquece. Ainda mais esse vermelho com o acabamento R-Design.
Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões
Volvo V60 T6 R-Design Depois do sedã, foi a vez de encarar a pista com a perua V60 T6 R-Design. Opa, uma perua? Sim, e uma das mais belas disponíveis no mercado brasileiro. Ao acelerar forte, praticamente o mesmo desempenho do sedã. Nada faz lembrar que você está numa perua. Durante as voltas, a chuva recuou e a pista foi ficando mais "praticável" - oportunidade para aproveitar melhor as retas e pontos de retomadas. O conjunto mecânico é o mesmo do sedã, ou seja, um belo motor 3.0 seis cilindros turbo que entrega 304 cv de potência a 6.000 rpm e um incisivo torque de 44,9 kgfm disponível a partir de 2.100 rpm. Mesmo com câmbio automático (seis velocidades), a perua acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6,2 segundos. Diversão pura no lugar correto. Para ter na garagem, separe R$ 199.900.
Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões
Volvo V60 Racing Como se dirigir os T6 já não fosse o bastante, a Volvo também nos proporcionou outro deleite: acelerar a V60 T5 Racing mostrada com destaque no Salão do Automóvel. Com uma dieta mais leve, que consiste de uma preparação que inclui modificações na admissão e escape, freios redimensionados, molas esportivas (fornecidas pela H&R), estrutura de reforço tubular e banco esportivo do tipo concha, passa a pesar em torno de 1.300 kg. Essas modificações permitiram à perua, equipada com o motor 2.0 T5 e tração dianteira, ser mais rápida que a T6. Quase no fim do dia, e com a pista um pouco melhor, inicio a volta e logo percebo que V60 Racing é grudada no chão. Detalhe: os pneus são de uso comum, o Michelin Pilot Sport 235/40 R18. Nas retas, ponteiro cerca os 170 km/h na reta principal e as frenagens fortes são feitas com total tranquilidade. As curvas, idem.
Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões
Bônus track: lembram do C30 de competição do começo do texto? Enquanto rodávamos, o pessoal nos boxes trocava os pneus slicks pelos convencionais. Mesmo com a noite quase caindo, ainda deu tempo de mais algumas voltas a bordo do C30. Ronco berrando dentro da cabine, cinto de cinco pontos apertado, volante "pelado" e suspensão de competição... Não dava vontade de parar de pilotar. O lado bom é que qualquer pessoa habilitada pode desfrutar, ou melhor, aprender técnicas de pilotagem com segurança e num circuito profissional no curso Advanced Driving School da Volvo, o mesmo que fiz em 2011 e detalhei as impressões de ser um piloto profissional aqui. Dica de quem já fez: vale cada centavo, principalmente se você gosta de velocidade.

Volta rápida (e molhada): Volvo S60 e V60 T6 R-Design entre raios e trovões

Foto de: Fábio Trindade