Ford New Fiesta 2013 nacional já aparece em programa de etiquetagem - novidades são motor 1.5 16V e câmbio Powershift

A divulgação da lista 2013 do programa brasileiro de etiquetagem, feito pelo Inmetro, acabou por divulgar o consumo de combustível de modelos que ainda sequer chegaram ao mercado. É o caso do New Fiesta nacional, que teve reveladas todas as suas versões e o consumo de cada uma. E o mistério sobre qual seria o novo motor da família Sigma acabou: a unidade 1.5 16V equipará as versões S (de entrada) e SE (intermediária), com gasto de 7,8 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada, com etanol. Com gasolina, os valores vão para 10,8 km/l e 13,7 km/l. A versão SE também será oferecida com a nova geração do motor Sigma 1.6 16V (que chegará a cerca de 130 cv com etanol), enquanto a top de linha Titanium terá exclusivamente esse propulsor. O câmbio Powershift de dupla embreagem aparece em ambas as versões 1.6, dando a entender que deve ser um opcional tanto no modelo intermediário quanto no mais caro da gama. Com câmbio manual, o New Fiesta 1.6 registra 8,0 km/l e 10,0 km/l, na cidade e estrada com etanol, respectivamente. Com gasolina, faz 12,0 km/l e 14,3 km/l, nas mesmas provas. Já na versão com transmissão Powershift de dupla embreagem e seis marchas, os valores caem um pouco: 7,9 km/l e 9,9 km/l com etanol, e 11,4 km/l e 13,9 km/l com gasolina, nas mesmas medições. O New Fiesta Sedan, por sua vez, terá unicamente o motor 1.6 nas versões SE e Titanium, com o mesmo consumo do hatch quando o equipado com o câmbio Powershift e pouca coisa diferente do dois volumes com a transmissão manual. O lançamento deve ocorrer até março, com a versão hatch sendo fabricada em São Bernardo do Campo (SP) e a três volumes ainda importada do México.
Ford New Fiesta 2013 nacional já aparece em programa de etiquetagem - novidades são motor 1.5 16V e câmbio Powershift

Ford New Fiesta 2013 nacional já aparece em programa de etiquetagem - novidades são motor 1.5 16V e câmbio Powershift

Foto de: Daniel Messeder