Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600

Se você tomar farol de um Fusca na estrada, é melhor dar passagem. Com motor turbo de 200 cv de potência associado ao moderno câmbio DSG de dupla embreagem, o Fusca, carro mais emblemático do Brasil, renasce em versão moderna, esportiva e apimentada. Quer saber como anda este novo "Fusquinha"? Estacione em nossa página e confira os detalhes.
Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600
O que é? O Fusca voltou. A nova geração do Beetle chega ao Brasil repaginada e batizada com um dos nomes mais carismáticos do país. É, na prática, o Fusca do Século 21, com destaque para o visual estiloso, o elevado nível de tecnologia e um desempenho legitimamente esportivo. O novo design deixou o Fusca mais encorpado, agressivo e masculino. E foi justamente deixá-lo mais "homem" a intenção principal da marca no desenvolvimento do modelo. O perfil, que inclui os traços gerais do capô, para-lamas e da curvatura do teto são herança do Fusca original, o primeiro carro de muitos brasileiros. Remete ainda a outro ícone, também alemão, o Porsche 911. O novo Fusca tem 1.808 mm de largura (mais 84 mm em relação ao Beetle), 1.486 mm de altura (12 mm menor) e 4.278 mm de comprimento (mais 152 mm), o que permitiu que o teto fosse alongado, o para-brisa deslocado para trás e a seção dianteira pudesse seguir o contorno do Fusca original. As bitolas e a distância entreeixos também foram aumentadas.
Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600
Ao vivo, o porte chama atenção pela esportividade. Os faróis redondos, agora com LEDs, estão presentes e destacam a dianteira com o carro em movimento. Na parte traseira, as lanternas têm novo desenho e há um aerofólio com função aerodinâmica.
Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600
A parte interna também agrada bastante. É um carro voltado para solteiros ou no máximo um casal sem filhos, pois o acesso e espaço no banco traseiro são limitados - o que é compreensível pela característica do carro. O novo Fusca acomoda quatro pessoas, e só. Não há como levar um quinto passageiro, pois o banco traseiro é dividido na proporção 50/50 e o fecho dos cintos fica bem no centro. O toque de esportividade é dado pelo revestimento de cor escura no teto e nas colunas, que seguem o padrão de acabamento dos bancos (de couro). A Volkswagen também oferece outras opções com revestimento bicolor e tons mais claros. A inspiração do primeiro Fusca está presente por toda a cabine: desde a utilização de elementos circulares no quadro de instrumentos, console e portas, até o desenho geral do painel com porta-luvas frontal. Como anda? O Fusca acelera com vontade. Esqueça o desempenho comedido do New Beetle 1998. A nova encarnação traz debaixo do capô o excelente conjunto mecânico formado pelo motor 2.0 TSI (turbo com injeção direta de gasolina) que entrega 200 cavalos de potência e torque de 28,5 kgfm a apenas 1.700 rpm - o mesmo usado no Jetta. Ao entrar no carro, os bancos esportivos já anunciam o que está pro vir. O volante - que não é o mesmo do Passat - tem base achatada, boa pegada e dimensão ligeiramente inferior aos demais VW. Aperto o botão, ligo o motor e dou uma acelerada básica: o ronco que sai pelas duas saídas de escape traz um sorriso ao rosto. Hora de começar a diversão, digo, o trabalho.
Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600
Entro na Rodovia Anhanguera, espero o fluxo da reta à frente esvaziar e dou aquela esticada: sou arremessado contra o banco e em poucos segundos tenho que aliviar o pé para evitar multas. Segundo a VW, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 7,5 segundos. Na sequência, entro em outra rodovia com velocidade máxima um pouco maior, mas ainda sim insuficiente para usufruir todo o potencial do Fusca. Com velocidade limitada a 120 km/h, resta forçar um pouco nas curvas para notar que o besouro é do tipo "grudado" no chão, resultado do acerto de suspensão mais firme. A direção elétrica responde muito bem aos comandos e torna a condução ainda mais divertida. Em trecho urbano, a suspensão rígida cobra seu preço ao tirar um pouco do conforto - parte também culpa das rodas de 18 polegadas. No entanto, ao passar em pisos irregulares a suspensão atua bem (não "bate"), embora faça o corpo sacolejar junto com o carro. Quanto custa? Se você considerar que o Fusca evoluiu de um carro popular, o preço é salgado. Ao analisar de modo mais racional e considerar que trata-se de um esportivo de nicho com apelo retrô e um motor que entrega 200 cv, a coisa muda de figura. Por R$ 76.600 é possível levar para a garagem o Fusca TSI equipado com câmbio manual, enquanto a versão com câmbio automático parte de R$ 80.990. O Fusca "básico" sai de fábrica com ar-condicionado, banco do motorista e passageiro com regulagem manual de altura, conexão bluetooth, computador de bordo, instrumentos adicionais sobre o painel (temperatura do óleo, relógio com cronômetro e pressão do turbo), rádio RCD510 com tela Touchscreen/CD changer integrado e 8 alto-falantes, bancos revestidos de couro (tom preto ou bege), revestimento interno do teto em tecido preto, luz ambiente nas portas programável em três tonalidades, vidros elétricos, volante revestido em couro, controle velocidade de cruzeiro (piloto automático) e pedais de alumínio.
Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600
No quesito segurança, o Fusca moderno traz freios a disco na quatro rodas com ABS/ASR e controle de estabilidade (ESC). Também dispõe de airbag duplo frontal e airbags laterais para o motorista e passageiro dianteiro. Para deixá-lo bonitão como nas fotos, é necessário incluir alguns opcionais: faróis bi-xenônio e luzes diurnas com LEDs, teto solar panorâmico, rádio RNS 315 com sistema de navegação integrado, sistema de som Fender com 10 canais e 400 Watts, Keyless Access (abertura, fechamento e ignição sem chave), sistema ParkPilot de auxílio ao estacionamento e rodas de 18 polegadas com acabamento bicolor. Há também a opção de revestimento dos bancos com combinações bicolores: vermelho & preto ou preto & azul. O volante multifuncional com borboletas (para a transmissão DSG), ar-condicionado digital Climatronic bi-zone, retrovisor interno eletrocrômico e sensor de chuva também são opcionais. Ao incluir todos os itens, o preço supera a barreira dos R$ 100 mil.
Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600
Ficha Técnica Motor: dianteiro, quatro cilindros em linha, 1984 cm3, injeção direta com turbo, gasolina; Potência: 200 cv; Torque: 28,5 kgfm a 4500 rpm; Transmissão: manual de seis marchas/automatizada DSG de dupla embreagem de seis velocidades, tração dianteira; Direção: assistência elétrica; Suspensão: independente nas quatro rodas, McPherson na dianteira e braços múltiplos na traseira; Freios: dianteiro com disco ventilado de 312 mm e traseiro com disco de 272 mm com ABS, ASR, EDS e MSR; Peso: 1.364 kg; Porta-malas: 310 litros; Dimensões: comprimento 4,278 m, largura 1,808 m, altura 1,486 m, entreeixos 2,537; Aceleração 0 a 100 km/h: 7,5 segundos; Velocidade Máxima: 223 km/h. Galeria de Fotos: Novo Fusca

Volta Rápida: Fusca renasce no Brasil com motor Turbo e preço inicial de R$ 76.600

Foto de: Fábio Trindade