Nove marchas seria o limite natural para câmbios automáticos, diz CEO da ZF

A cada nova geração contando com mais tecnologia (hoje as mais modernas têm seis, sete e até oito relações), as transmissões automáticas estão chegando próximo do limite do número de marchas. Em entrevista a agência de notícias Automotive News, Stefan Sommer, CEO da fabricante alemã ZF, declarou que nove velocidades é o limite natural para este tipo de câmbio. Segundo Sommer, nove marchas é o limite mecânico do sistema para veículos leves, uma vez que o peso e a complexidade de um sistema com dez ou mais marchas não conseguiria ser compensada pelo consumo de combustível. A empresa em questão, vale lembrar, é uma das mais bem conceituadas projetistas e fabricantes de câmbios. A partir do ano que vem veículos do grupo Chrysler serão os primeiros equipados com câmbios de nove marchas.