Nissan produzirá SUV derivado do Extrem no Brasil em 2014

Todos querem entrar na briga com o EcoSport. Depois do Renault Duster, vêm aí o Chevrolet Tracker, o Peugeot 2008, o VW Taigun e... o Nissan Extrem! Calma, não é exatamente o conceito invocadão que a marca japonesa exibiu no Salão de São Paulo. O Extrem servirá de base para o modelo final do SUV compacto que a Nissan vai fabricar na nova fábrica que a marca está construindo em Resende (RJ). Vale dizer que, apesar do estilo arrojado, o Extrem usa a plataforma V da Nissan, a mesma que serve ao March e ao Versa. Isso é a parte mais importante para dar vida ao modelo. A versão de produção terá estilo mais convencional, com teto mais alto, quatro portas e linhas menos esportivas. Mas alguns detalhes, como desenho da grade, faróis e para-lamas destacados podem aparecer no modelo final.
Nissan produzirá SUV derivado do Extrem no Brasil em 2014
A imprensa internacional dá como certa a produção do SUV compacto também na Europa, para atuar abaixo do Juke e do Qashqai – sucessos de venda por lá. No mercado europeu ele terá motor a gasolina de três cilindros e 98 cv, além de um 1.6 turbodiesel. Haverá opção de tração dianteira ou integral. No Brasil, o Extrem deverá usar o mesmo motor 1.6 16V (111 cv) da dupla Mach/Versa, com opção do 1.8 16V da Livina (124 cv) aliado a um câmbio automático na versão topo de linha. Para quem está de olho num jipinho urbano, o mercado brasileiro promete grandes novidades nos próximos anos.
Nissan produzirá SUV derivado do Extrem no Brasil em 2014

Nissan produzirá SUV derivado do Extrem no Brasil em 2014

Foto de: Daniel Messeder