Cientista britânico utiliza ar líquido como combustível

Um cientista britânico desenvolveu um método pouco convencional de abastecimento automotivo, mas que pode vir a ser amplamente utilizado em um futuro próximo. Após 40 anos de pesquisas, Peter Dearman criou um método capaz de transformar o ar em líquido e, dessa forma, fazer com que um carro possa se movimentar. Utilizando o motor (modificado) de um cortador de grama, o cientista armazena o ar a 190° C negativos para que a substância assuma uma forma líquida. Em seguida o componente é novamente aquecido para que se converta em gás. A elevada pressão, provocada pela rápida mudança de estado, é que faz com que o veículo se locomova. A velocidade máxima atingida se utilizando o “combustível do futuro” foi de 56 km/h. Entretanto, de acordo com seu inventor, é possível alcançar velocidades maiores – desde que o equipamento passe por modificações. Por enquanto, apenas a companhia de armazenamento de energia Highview Power Storage está testanto a tecnologia. Contudo, conforme Dearman, outras empresas demonstraram interesse nas vantagens do ar líquido. Por Michelle Sá / Fonte: Olhar Digital