Número de inadimplentes no setor automotivo atinge recorde em maio

A inadimplência no setor automotivo aumentou novamente. De acordo com o relatório divulgado pelo Banco Central, o índice de maio chegou a 6,1%, contra os 5,9% registrados em abril. Desde janeiro, quando os atrasos superiores a 90 dias giravam em torno de 5,3 pontos percentuais, que o montante vem subindo 0,2% mês a mês - e em níveis superiores aos do ano anterior. Os empréstimos com atrasos entre 15 e 30 dias, que servem de indicador para antecipar a tendência do problema, demonstraram que o índice de maio (8,5%) foi menor do que o mês de abril (8,6%). Por outro lado, a variação, quando comparada com maio de 2011, indica um aumento de 0,5 pontos percentuais. Embora o crédito para a compra de carros tenha recuado 0,3% em maio, as concessões se elevaram em 13% na comparação com abril. Em média, R$ 347 milhões foram liberados em cada um dos 22 dias úteis do mês passado. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, foi registrada uma diminuição de 13,3%. O relatório do BC também revelou que o prazo médio dos financiamentos para a compra de automóveis permaneceu estável durante dezessete meses. Contudo, o setor automotivo figurou entre os principais responsáveis por elevar o índice geral de inadimplentes pessoas físicas do país, que atingiu 8% no mês passado – o maior desde o mesmo mês de 2009, quando atingiu 8,5%. Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business