Oficial: Brasil estabelecerá cotas para importações de veículos do México

Agora é oficial: o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, anunciou ontem (15/03) que o Brasil passará a adota um sistema de cotas móveis para veículos importados do México até 2015. Pelo acordo, firmado na última quarta-feira (14/03) e válido pelos próximos 03 anos, as exportações mexicanas ficarão limitadas ao valor médio de importações verificado entre 2009 e 2011, que foi de US$ 1,45 bilhão. Em 2013 o teto subirá para US$ 1,56 bi e chegará a US$ 1,64 bi em 2014. O desejo inicial do governo brasileiro, no entanto, era de que a cota não ultrapassasse US$ 1,1 bi – em 2011 o valor chegou a US$ 2,1 bilhões. O sistema de importação de autopeças, no entanto, não foi alterado.
Oficial: Brasil estabelecerá cotas para importações de veículos do México
Com esta medida, ainda sem data definida para entrada em vigor, é de se esperar uma queda de participação de mercado de modelos como o Chevrolet Captiva, os Fiat 500 e Freemont, os Ford Fusion e New Fiesta, o Honda CR-V, os Nissan March, Versa, Sentra e Tiida, e o VW Jetta. Durante evento de lançamento de uma fábrica de vidros no município de Goiana (PE), onde também será instalada uma fábrica da Fiat até o final de 2014, Pimentel disse que as medidas do governo visam reduzir o déficit comercial com o México para facilitar a vidas das montadoras já instaladas no Brasil. De acordo com o ministro, “precisamos garantir que a fábrica da Fiat tenha mercado”.
Oficial: Brasil estabelecerá cotas para importações de veículos do México
Por Thiago Parísio / Fontes: Jornal do Carro / UOL Economia

Oficial: Brasil estabelecerá cotas para importações de veículos do México

Foto de: Thiago Parísio