Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)

A Chevrolet escolheu o seu Centro de Design localizado em São Caetano do Sul, SP, para a apresentação oficial do Novo Cruze Hatch, modelo que recebeu o sobrenome Sport6 para destacar o seu posicionamento como hatch médio de visual mais esportivo. Foi de lá que partimos para um test drive de cerca de 80 quilômetros, onde registramos as primeiras impressões ao dirigir o modelo. Confira as impressões ao dirigir o Novo Chevrolet Cruze Sport6.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
O Novo Cruze Sport6 chama muito a atenção pelo seu porte. Apesar de ser um hatch médio, o modelo tem dimensões muito parecidas com as do sedã, sendo apenas 9 cm menor em comprimento (4.510 mm), por exemplo. A largura total de 2.098 mm e a altura de 1.477 mm deixam o Cruze Hatch visualmente bem maior do que Vectra GT, modelo que o antecede. A distância entre eixos de 2.685 mm é a mesma do Cruze Sedan, o que confere exatamente o mesmo espaço para as pernas tanto nos bancos dianteiros como no traseiro.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Um dos destaques visuais no design do Cruze é a linha do teto arqueada, que se estende desde o pára-brisa até os pilares traseiros. Um fato interessante é que este desenho do teto "demora mais" para cair, o que acaba resultando em um espaço maior para a cabeça no banco traseiro se comparado ao sedã.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Na parte dianteira, o visual da versão hatch se distingue da sedã por algumas pequenas alterações, todas concentradas no para-choque. A primeira é utilização da grade inferior com desenho no estilo colméia, sem vincos. A segunda alteração está presente no acabamento cromado na moldura dos faróis de neblina. A terceira e última é ainda mais sútil, com a adoção de uma espécie de spoiler na base inferior do para-choque, fato que o deixa ainda próximo do solo. O mesmo recurso foi aplicado nas laterais.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
A Chevrolet conseguiu, assim como o feito do Vectra GT, encontrar uma fórmula interessante visualmente para a harmonia da traseira com o restante da carroceria. Um tanto elevada, as lanternas com elementos internos circulares são relativamente grandes e invadem as laterais.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
A parte interna é a mesma do sedã, mas para realçar o aspecto esportivo, o Cruze Hatch terá acabamento apenas em um tom, escuro. Todo o restante é igual: painel, botões de comandos, volante, bancos e todos os demais ajustes. Outra novidade do modelo, que virou moda no segmento, é o teto solar elétrico.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Debaixo do capô está o motor 1.8 Ecotec6 flex de 16 válvulas que entrega 144 cavalos de potência e 18,9 kgmf de torque a 3.800 rpm quando abastecido com etanol. As transmissões podem ser automática ou manual, ambas com seis marchas.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Como dissemos anteriormente, a lista de itens de série é a mais completa da categoria, trazendo entre os principais a direção elétrica, airbags laterais e frontais, controle de tração, controle de estabilidade, freios ABS, ar-condicionado digital, piloto automático, retrovisores com desembaçador, central multimídia e rodas de alumínio de 17 polegadas. Impressões: Dirigindo o Novo Cruze Hatch
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Assim como o sedã, o Cruze Hatch recebe bem o motorista. Os bancos com formato mais esportivo acomodam bem o motorista e também possui o ajuste de altura. Aliado aos ajustes de altura e profundidade do volante, ajuste elétrico dos retrovisores, é fácil encontrar a posição ideal para dirigir. O tom mais escuro passa a impressão de que o espaço interno é menor, mas isso é só impressão mesmo.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Escolhemos a versão equipada com o câmbio manual de seis marchas para o test drive para constatar o lado "esportivo" do modelo. Com este câmbio, é possível trabalhar melhor todas as faixas de rotação do motor, tanto para uma condução mais nervosa quanto uma mais comedida. Os engates são curtos e precisos, e isso é bem legal. No entanto, o Cruze Hatch também sofre em baixas rotações, sendo necessário elevar o giro do motor para empurrar o carro com mais agilidade. O câmbio manual é bem agradável de se manusear, principalmente pela curso bem curto. Por outro lado, é necessário um período de adaptação para o seu manuseio no momento em que se faz as trocas da quinta para sexta marcha. É necessário "empurrar" bastante a manopla para o lado direito para engatar a sexta corretamente, pois se apenas puxar (como é costume em carros de cinco marchas), acaba entrando a quarta. Mas isso é só uma observação que um breve tempo de convivência tornará imperceptível.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Como o conjunto mecânico, entre-eixos e a até as rodas possuem as mesmas medidas do sedã, o estilo de condução é muito semelhante. E isso é bom. O Cruze Hatch, equipado com direção elétrica, oferece movimentações muito diretas. A suspensão bem firme, mas confortável, deixa o carro na mão e transmite muita segurança ao motorista. No trajeto existiam poucas curvas, mas foi possível constatar que a carroceria mantém-se firme, e os apoios laterais dos bancos seguram bem motorista e passageiro. Em termos comparativos com os concorrentes, o Cruze Hatch tem um ajuste de suspensão mais parecido com o Hyundai i30, porém a Chevrolet conseguiu um acerto que oferece um carro bem mais confortável e bem menos duro do que o coreano, mesmo com as rodas nas mesmas medidas.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
Em resumo, para quem gosta de um carro com acerto mais esportivo (não estamos falando de potência nem desempenho, mas de acerto de suspensão e estilo de condução), o Cruze Hatch passa a ser uma referência, com direção bem direta e excelente ergonomia que "veste" bem o motorista.
Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)
No entanto, a estratégia de preços da Chevrolet, que inicia a oferta do modelo por R$ 64.900 e atinge R$ 79.400 na versão top de linha, pode fazer com que potenciais compradores não se empolguem em ver o carro. O nosso palpite é que após o efeito novidade, assim como já acontece com o sedã (encontrado em SP por R$ 62.000 para versão LT manual e R$ 64.500 para LT automática), os preços comecem se acomodar num patamar mais nivelado com os concorrentes. Mais sobre o Cruze Hatch: Ficha Técnica - Cruze Sport6 (Hatch) Preços e detalhes das versões do Cruze Sport6 (Hatch) Galeria de Fotos do Novo Cruze Hatch

Impressões ao dirigir: Novo Chevrolet Cruze Sport6 (Hatch)

Foto de: Fábio Trindade