Estoques elevados promovem férias coletivas em fábrica da Fiat

A partir do próximo dia 10 de outubro cerca de dois mil funcionários da fábrica da Fiat em Betim (MG) entrarão em férias coletivas por 10 dias. A medida tomada pela marca italiana levou em consideração a necessidade de ajuste de estoques e do balanço do mix de produtos demandados. De acordo com a Fiat este número de funcionários representa menos de 20% do total da força de trabalho e corresponde a apenas um turno das quatro linhas de produção. A Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos Automotores (Fenabrave) já havia alertado no início do mês passado sobre o problema do aumento de estoques, que já chegava a 40 dias em agosto. “O nível ideal para as concessionárias seria de 21/22 dias”, afirmou Sérgio Reze, presidente da entidade. Cledorvino Belini, presidente da Fiat e também da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), acredita que a situação não demandará demissões. "É uma tendência de ajuste absolutamente normal, não temo que isso represente um sinal de futuras demissões. Temos um ano bom, com volume grande e um crescimento sustentável", afirmou o executivo. Por Thiago Parísio / Fonte: G1