Guerra do IPI: Governador afirma que aumento dificultou negociação de fábrica na Bahia

A elevação do IPI para automóveis importados acabou prejudicando as negociações de uma montadora com o governo da Bahia. A informação foi dada pelo próprio governador do estado, Jaques Wagner, durante uma palestra com empresários, em São Paulo. Embora não tenha revelado o nome da montadora, o governador petista afirmou que a media havia sido tomada de maneira precoce, desfavorecendo a instalação de novos fabricantes no país. Para Wagner, a medida foi correta. Contudo, não deixou abertura para outras iniciativas. “A empresa coreana, japonesa ou chinesa que quiser instalar fábrica no Brasil deve ter vantagem competitiva em relação àquela que está só importando. Isso o decreto não prevê. Tem empresa que está negociando a instalação não apenas na Bahia, mas também em outros estados”, argumentou. O governador também criticou a forma como a medida foi implantada. “Foi muito abrupta e não abraçou empresas que querem se instalar no País. Agora que ela foi lançada, cabe fazermos uma ponderação para chegar a uma equação para que ela possa atingir seus objetivos, não apenas proteger, mas convidar outras empresas a investir na indústria brasileira”, finalizou. Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business