Guerra do IPI: Anfavea afirma que medidas fortalecem indústria brasileira

Cledorvino Belini, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da Fiat do Brasil, preferiu não se aprofundar quando questionado sobre a elevação do IPI para veículos importados. Evasivo, disse apenas que as medidas impostas pelo governo federal garantiriam maior nível de renda, fortaleceriam o setor de autopeças, melhorariam a competitividade e aumentariam o conteúdo nacional. Na ocasião, Belini afirmou não saber quais montadoras no Brasil conseguirão atender as regras estabelecidas para evitar o aumento da alíquota do IPI em 30%. “Não conhecemos todas. É melhor perguntar diretamente a elas”, afirmou. Embora as medidas já estejam valendo, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) terá um prazo de 60 dias para habilitar as empresas do setor automotivo que cumprem as exigências fixadas pelo governo. Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business