Importados em apuros: governo aumenta alíquota do IPI em 30 pontos percentuais para carros fabricados fora do Brasil

Se você está pensando em comprar um carro importado, é bom correr. O governo federal anunciou hoje (15/09) um aumento de 30 pontos percentuais no IPI (imposto de produtos industrializados) para carros, caminhões e motos produzidos fora do Brasil. A medida visa favorecer a indústria automobilística nacional e não vale para veículos fabricados no Mercosul e no México. A regra vale a partir desta sexta-feira (16/09) e ficará em vigor até o dia 31 de dezembro de 2012. Empresas que cumprirem determinadas exigências, entretanto, não vão sofrer este aumento – como é o caso das montadoras brasileiras.
Importados em apuros: governo aumenta alíquota do IPI em 30 pontos percentuais para carros fabricados fora do Brasil
O benefício também contemplará àquelas com o mínimo de 65% de conteúdo nacional ou regional (produção argentina), àquelas que fizerem investimentos tecnológicos no Brasil e àquelas que preencherem pelo menos 6 de 11 requisitos estabelecidos, como realização no país de processos de estampagem, pintura, fabricação de motores, de transmissões – embreagem e câmbio – e injeção de plástico. Para quem não se enquadrar em nenhuma destas situações o impacto será pesado. No caso de veículos de até 1.000 cilindradas o IPI sobe de 7% para 37%. Já os veículos equipados com motores de 1.000 a 2.000 cilindradas passam a pagar 41% (carros flex) ou 43% (gasolina), contra 11% e 13% anteriormente. O consumidor brasileiro já vinha ampliando a opção por modelos importados em virtude do nível de equipamentos e dos preços competitivos oferecidos frente a modelos nacionais concorrentes. Com esta medida claramente protecionista, qual será o impacto no futuro dos carros que vem de fora? E como se comportará a indústria nacional diante de um panorama extremamente favorável para manutenção de produtos defasados e caros? A discussão está aberta! Por Thiago Parísio / Fonte: UOL Economia

Importados em apuros: governo aumenta alíquota do IPI em 30 pontos percentuais para carros fabricados fora do Brasil

Foto de: Thiago Parísio