Garagem CARPLACE: Considerações finais sobre a JAC J6 Diamond

Depois de rodar 1.000 quilômetros com a JAC J6 Diamond de 7 lugares, deu para entender bem qual é a necessidade dos consumidores de um carro como este. E também entendemos como a J6 atende a este mercado. Confira as considerações finais do modelo.
Garagem CARPLACE: Considerações finais sobre a JAC J6 Diamond
O perfil de consumidor que procura um carro de sete lugares, em sua grande maioria, é aquele que precisa transportar mais de cinco pessoas, principalmente em pequenos trajetos dentro da cidade ou em pequenas viagens. Casais com três crianças, por exemplo, precisam de assentos adicionais para acomodar as cadeirinhas infantis e transportar com segurança os filhos. Outra parte, uma parcela menor, são as pessoas que precisam levar até sete passageiros com frequência ou precisam transportar produtos de grande volume. Nos dois primeiros casos, o porta-malas é fator secundário. Já para o terceiro perfil, a opção pela versão de cinco lugares é a mais acertada.
Garagem CARPLACE: Considerações finais sobre a JAC J6 Diamond
Entre os pontos positivos, destacamos o bom comportamento dinâmico da JAC J6. O motor de 16 válvulas trabalha bem em alta rotações com baixo nível de ruído interno. A estabilidade também é um dos destaques, sendo que nas duas viagens feitas com o carro com sete passageiros, a sensação de controle permaneceu constante durante o percurso. Os freios com ABS e EBD também responderam de forma satisfatória quando exigidos. No trânsito urbano, porém, a J6 demonstra arranques lentos que exigem acelerações mais fortes. As trocas de marchas não demandam esforço, encaixando sempre com suavidade e leveza. Ponto negativo é a falta do câmbio automático, uma das exigências deste segmento. A frente baixa também é um dos pontos negativos, pois ao passar em inclinações, lombadas mais extensas ou saídas de garagem, a frente raspa no chão.
Garagem CARPLACE: Considerações finais sobre a JAC J6 Diamond
Os bancos para motorista e passageiro são confortáveis. Na fileira do meio, os bancos são mais estreitos do que o comum devido ao sistema de ajuste individual, o que pode incomodar algumas pessoas. Já os bancos traseiros, devido ao assoalho mais alto, são mais úteis para transportar crianças, pois adultos ficam com as pernas muito flexionadas. Sobre o acabamento, o revestimento do tipo veludo não é o mais indicado porque acumula muitos pêlos e fica complicado de se fazer a limpeza. O ideal são os bancos de couro. Enquanto os concorrentes são bicombustíveis, a J6 pode ser abastecida somente com gasolina. Em nossos testes, o modelo registrou consumo de 7,25 km/litro na cidade e de 10,27 km/litro na estrada (com carro cheio). Preços Um dos pontos mais criticados da J6 era o preço inicial. Sem fazer alarde, a JAC Motors reduziu os valores e passou a oferecer, como ação promocional, a série J6 Brasil com bancos de couro de série por R$ 56.900 na versão de cinco lugares enquanto a de sete lugares agora custa R$ 57.900. Considerações A JAC J6 é um carro agradável de se dirigir. Não tem um desempenho inicial primoroso, mas desenvolve bem na estrada. A necessidade da marca ganhar a confiança do consumidor brasileiro é um fato minimizado pela garantia de 6 anos. Para os consumidores que realmente precisam de espaço, a J6 é um carro com atributos suficientes a ser considerado frente às marcas com mais tempo no país. O preço, que era um dos pontos críticos, ficou um pouco mais barato. Se esta redução fosse mais agressiva, se tornaria o melhor custo x benefício do mercado e teria uma aceitação ainda maior.

Garagem CARPLACE: Considerações finais sobre a JAC J6 Diamond

Foto de: Fábio Trindade