Economia: São Paulo terá 50% dos semáforos com LEDs até o ano que vem

A cidade de São Paulo substituirá 67 mil lâmpadas incandescentes por grupos de LEDs (sigla inglesa para Diodos Emissores de Luz). Orçado em R$ 22 milhões, o projeto será realizado em parceria com a AES Eletropaulo e com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A experiência já foi posta em prática desde o ano passado, quando o município substituiu 7,6 mil lâmpadas por LEDs. O equipamento garante a sinalização mesmo quando uma ou mais unidades deixam de funcionar. Isso é possível porque cada uma das cores é formada por um feixe e a queima de alguns LED’s não compromete totalmente a indicação luminosa, pois resta uma porcentagem considerável de elementos ainda ativos. Com a nova parceria, cerca de 50% dos semáforos paulistas utilizarão os diodos - cujo baixo consumo de energia varia de 80% a 90%, quando comparado ao gasto das incandescentes de mesma intensidade. Como a luz emitida é monocromática, a vida útil de um LED é de aproximadamente 50 mil horas, ante as 4 mil das incandescentes. Ficarão a cargo da distribuidora a mão de obra, o material para a troca das lâmpadas dos semáforos (indicados pela CET) e os grupos de LEDs para que a companhia de tráfego faça a substituição. Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business